19 de julho de 2015 • 1:57 pm

Política

Defesa de Collor nega que Água Branca seja uma empresa de fachada como denunciou Época

Em nota de esclarecimentos, o senador rebate as acusações da revista Época e do Jornal Nacional, da Rede Globo.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Em nota distribuída a imprensa, a defesa do senador Fernando Collor (PTB) negou que a Água Branca seja uma empresa de fachada. A empresa foi denunciada pela revista Época como  responsável pelas “ principais operações financeiras feitas pelo senador Fernando Collor (PTB-AL) tratam da empresa Água Branca Participações, usada pelo ex-presidente para comprar carros luxuosos:“A empresa não tem empregados. Também não tem existência física”.

Eis a íntegra da nota do senador Collor:

– É importante esclarecer que a Água Branca é uma empresa de participações e investimentos, sendo próprio de sociedades dessa natureza a propriedade de bens e ativos diversos. A empresa é devidamente registrada na Junta Comercial tendo como sócio principal Fernando Collor de Mello, participação também informada à Receita Federal na declaração anual de rendimentos do senador.

Sendo conhecido e publicamente declarado o relacionamento do senador com a empresa Água Branca, não é minimamente razoável apontá-la como suposta empresa de fachada, como faz a reportagem. As informações relacionadas à aquisição do veículo Lamborghini também não são verdadeiras, sendo omitidos esclarecimentos sobre a dação de outro veículo como entrada e sobre o parcelamento do saldo remanescente.

Importante registar que, embora tenha estado a todo tempo à disposição das autoridades competentes, o senador jamais teve a oportunidade de sequer ser ouvido, momento em que fará  todos os esclarecimentos sobre os fatos que lhe têm sido atribuídos a partir de versão unilateral e tendenciosa.

A exploração diária de notícias já conhecidas é característica de clara publicidade opressiva, que em nada contribui para o exame sereno dos fatos.

Deixe o seu comentário