25 de outubro de 2016 • 7:40 am

Brasil » Política

Delação de Cunha, de imediato, pega 50 deputados, diz presidente da Câmara

Rodrigo Maia fez declaração durante evento realizado em São Paulo

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Já é voz corrente na Câmara dos Deputados, que uma delação de Eduardo Cunha na Operação Lava Jato, de imediato, pega 50 deputados federais e pelo menos 4 ministros de Michel Temer.

Cunha encontra-se preso desde quarta-feira, 19. A previsão de que pelo menos 10% dos parlamentares da Câmara e mas 15 empresas seriam atingidas pela delação do deputado peemedebista foi feita pelo atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante evento fechado realizado em São Paulo.

A princípio Maia considerou o número baixo e minimizou os efeitos da delação diante de uma plateia de empresários. Na semana passada, logo após a prisão de Cunha, o presidente da Câmara se apressou em apagar o incêndio que poderia chegar ao Palácio do Planalto, quando Michel Temer ainda estava em viagem oficial pelo Japão.

“Não acredito que nenhuma delação do deputado Eduardo Cunha possa atingir o presidente da República”, afirmou Maia, em entrevista à imprensa no Salão Verde da Câmara. Mas, entre os assessores diretos de Temer citados por Cunha está o sogro do prórpio Maia, Moreira Franco.

Não obstante a declaração do presidente da Câmara, o Palácio do Planalto atualmente vive assombrado e na expectativa do que virá a partir da prisão de Eduardo Cunha, que pode se transformar em uma espécie de metralhadora giratória com estilhaços para todos os lados.

Deixe o seu comentário