16 de Janeiro de 2018 • 7:07 am

Interior » Policia

Prorrogado prazo para investigar assassinato de Tony Pretinho

Tony Pretinho era padrinho de um dos netos de ‘Neguinho Boiadeiro’, outro vereador também morto em Batalha no final de 2017

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Um mês após o assassinato do vereador Tony Pretinho, em 15 de dezembro no município de Batalha, Polícia Civil pediu à Justiça a prorrogação do prazo para concluir o inquérito. Até o momento, ninguém foi preso.

Apesar da prorrogação ser de mais 30 dias, o delegado João Marcelo de Almeida acredita que a conclusão do inquérito aconteça antes. “Os suspeitos já foram identificados e as diligências estão sendo feitas com o objetivo de solucionar este caso o mais breve possível.”, disse.

O delegado, e principal responsável pelas investigações, não entrou em detalhes para não comprometer a ação policial. “Não podemos revelar o número de pessoas que estão sendo monitoradas pela polícia”, acrescentou.

Vereadores assassinados

Tony Carlos Silva de Medeiros, o Tony Pretinho, foi morto a tiros na noite de 15 de dezembro de 2017. De acordo com testemunhas, ele foi surpreendido por criminosos na porta de sua residência e foi atingido por vários disparos na cabeça.

Em 9 de novembro do mesmo ano, o também vereador Adelmo Rodrigues Melo, mais conhecido como Neguinho Boiadeiro, foi assassinado na porta da Câmara Municipal da cidade.

Boiadeiro era presidente da Câmara e saía de uma sessão ordinária do Legislativo, quando foi surpreendido por dois homens armados que o aguardavam, dentro de um carro.

Tony Pretinho era padrinho de um dos netos de ‘Neguinho Boiadeiro’.

Deixe o seu comentário