9 de novembro de 2017 • 3:43 pm

Policia » Violência

Depois do assassinato de Boiadeiro Renan manda Bope ocupar Batalha

Cidade sertaneja se transformou em praça de guerra: Boiadeiros contra Dantas

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Depois que dois pistoleiros assassinaram na porta de Câmara Municipal de Batalha o vereador Neguinho Boiadeira (PSD), a cidade sertaneja logo se transformou em uma praça de guerra.

Neguinho Boiadeiro: assassinado

O clima é tenso e as pessoas estão aterrorizadas por que após a morte do vereador mais duas pessoas foram baleadas. Entre elas duas pessoas da família Dantas: José Emílio e Paulo José, que foram socorridos e encaminhados á Unidade de Emergência do Agreste. Os dois feridos teriam sido baleados por filhos do vereador morto.

Pelo menos mais duas pessoas sofreram tentativa de homicídio depois da morte de Neguinho Boiadeiro. As vítimas foram identificadas como José Emílio e Paulo José, membros da família Dantas que foram alvejados a tiros e estão sendo removidos para o Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca. José Emílio é filho de José Miguel Dantas, que morreu assassinado nos anos 90, irmão do atual presidente da Assembleia Legislativa, Luiz Dantas.

As informações de Batalha, ainda não confirmadas pela polícia dão conta de que um policial civil, conhecido como Pirauá, que fazia a segurança de Neguinho Boiadeiro, também foi morto na saída da Câmara.

Em função da explosão da violência na cidade, o governador do Estado determinou que o Bope – Batalhão de Operações Especiais – se deslocasse para o município com o objetivo de restabelecer a lei e a ordem no lugar.

Neguinho Boiadeiro – O vereador Adelmo Rodrigues Melo, mais conhecido como Neguinho Boiadeiro, era uma figura bastante conhecida no sertão e com envolvimento em casos de violência. Seu nome era temido em todo o Estado.

Boiadeiro era o presidente da Câmara e, segundo as informações, saía de uma sessão ordinária do Legislativo, quando foi surpreendido por dois homens armados que o aguardavam, dentro de um carro, e dispararam contra ele vários tiros, atingindo também outras pessoas, uma delas seria um policial que fazia a segurança de Neguinho Boiadeiro. Possivelmente há outras vitimas.

Áudios e vídeos que circulam nas redes sociais mostram clima de grande tensão na cidade. Falam também em possível abordagem policial na casa de José Emílio Dantas, filho do ex-prefeito José Miguel (irmão do presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado Luiz Dantas), assassinado em 1999, um crime atribuído a um membro da família Boaideiro (Láercio, julgado e condenado em 2012).

Veja vídeo:

 

 

Deixe o seu comentário