23 de outubro de 2015 • 11:25 am

Maceió

Deputado diz que estado dos cemitérios de Maceió é desrespeitoso

Segundo o pastor João Luiz o descaso da Prefeitura revela um cenário de horror

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Deputado: um relatório dantesco.

Deputado: um relatório dantesco.

O  procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, recebem nesta quinta-feira, 22, um levantamento do deputado estadual Pastor João Luiz sobre a superlotação e condições precárias dos cemitérios em Maceió e municípios alagoanos.

Diante do quadro o pastor desabafou: “Um desrespeito total às famílias que não têm onde sepultar seus mortos e, em alguns locais, uma agressão violenta ao lençol freático”.

“Fiquei satisfeito em ver que há uma preocupação do Ministério Público acerca desses problemas”, acrescentou o Pastor, que detalhou ao chefe do Ministério Público Estadual o sofrimento da população mais pobre do estado que, além de enfrentar uma burocracia travada para sepultar familiares, ainda precisa se desdobrar para conseguir um terreno nos cemitérios públicos.

“É um cenário de horror, com corpos precisando ser sepultados, se decompondo, e os familiares em busca de espaço e às voltas com obrigações cartoriais, atestados de óbitos, praticamente andando em círculos”, lamentou o deputado.

Na semana passada, o Pastor João Luiz protocolou na Assembleia Legislativa Estadual projeto de lei que autoriza a criação de crematórios públicos, estabelecendo a cremação de cadáveres como uma prática comum e acessível a todos.

Deixe o seu comentário