26 de Maio de 2015 • 10:45 pm

Política

Deputados rejeitam o voto ‘distritão’ e derrotam o presidente Eduardo Cunha

No modelo “distritão” seriam eleitos apenas os deputados e vereadores com maior quantidade de votos.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 267 votos a 210 e 5 abstenções, o sistema eleitoral distrital proposto pelo relator da PEC da reforma política (182/07), deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Maia apresentou a proposta a pedido do presidente da Câmara Eduardo Cunha, que logo cedo havia destituído a Comissão Especial da Reforma Política, gerando um mal estar entre grande parte dos parlamentares.

A postura de Cunha no comando da Câmara foi vista como a de um “autoproclamado imperador”. Na hora do voto, entretanto, ele foi derrotado.

No modelo, conhecido como “distritão”, os deputados e vereadores seriam eleitos apenas de acordo com a quantidade de votos recebidos. Assim, apenas os candidatos mais votados em cada estado seriam eleitos. Todo o estado seria uma única circunscrição eleitoral.

Deixe o seu comentário