17 de janeiro de 2016 • 1:47 pm

Economia

Derivados da mandioca podem ter isenção de ICMS

Se aprovada pelo governo a proposta vai impulsionar a agrcultura familiar

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Mandioca com isenção

Mandioca com isenção

Isenção fiscal para os derivados da Mandioca. Esta é uma reivindicação das cooperativas de produtores rurais que atuam no setor e que agora entrou na pauta de discussão do governo estadual.

Por meio da Secretaria de Agricultura, o governo sinaliza com essa possibilidade e a proposta tarifária diferenciada já foi apresentada à Secretaria da Fazenda pelo titular da pasta da Agricultura, Álvaro Vasconcelos.

Com o incentivo fiscal, a expectativa é de que os produtores alagoanos ganhem novo fôlego, aumentem as vendas no mercado local e passem a comercializar seus produtos também para outros estados.

De acordo com o secretário Álvaro Vasconcelos, a proposta segue os moldes dos decretos já estabelecidos pelo governador Renan filho beneficiando os derivados do leite e a avicultura.

-“Buscamos a isenção de ICMS para o setor, atendendo a uma demanda d Câmara Setorial da Mandioca e Derivados. Temos a certeza de que esse benefício será implementado pelo Executivo estadual, uma vez que o governador Renan Filho está ciente de que cada investimento feito na geração de empregos ligados à agricultura tem um retorno muito maior do que em qualquer outro segmento econômico”. – Disse Vasconcelos

O presidente da União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária em Alagoas (Unicafes-AL), João dos Santos, acompanhou o secretário Álvaro Vasconcelos na reunião e destacou a receptividade da Sefaz à proposta.

“Esse incentivo é de importância fundamental para os produtores de mandioca de Alagoas. Existe um mercado amplo e precisamos desonerar os produtos para ocupar mais espaço, ampliar nosso alcance e desenvolver o setor. Estamos muito confiantes e esperamos que a isenção seja decretada rapidamente”, afirmou Santos.

 

Deixe o seu comentário