31 de agosto de 2017 • 11:04 am

Educação

Descaso: livros didáticos na Semed são entulhados na cozinha

Os livros que seriam destinados ao Pro Jovem refletem o desperdício do dinheiro público

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

No local em que seria destinado para o refeitório dos funcionários da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em Maceió, um amontoado de livros didáticos do Programa Pró Jovem Urbano foi largado pelos gestores.

O fato testemunhado diariamente pelos servidores da pasta remete ao desperdício do dinheiro público. Isso por que os livros foram entulhados de qualquer jeito e não chegaram ao destinatário final que seriam alunos e professores do programa.

Livros didáticos: desperdício

Os livros entulhados na cozinha

O Pró Jovem Urbano destina-se a escolaridade de jovens com idade entre 18 e 29 anos, que saibam ler e escrever e não tenham concluído o ensino fundamental, visando à conclusão desta etapa por meio da modalidade de Educação de Jovens e Adultos integrada à qualificação profissional e o desenvolvimento de ações comunitárias com exercício da cidadania.

Reforma de prédio – Outra queixa dos funcionários da Semed passa pelo prédio da Diretoria Geral de Ensino que foi fechado para a reforma e ainda não recebeu uma pá de cal. Neste prédio, deveriam estar arquivados adequadamente os livros para atender as demandas naturais do setor.

Prédio da Diretroria de Ensino: reforma esquecida

os servidores do setor foram transferidos para o antigo prédio da Mondo, no Farol, que também enfrenta vários problemas de ordem estrutural. “Aqui não espaço para estacionamento e estamos sendo alvos de constantes multas de nossos carros por parte da SMTT, pois somos obrigados a colocar os veículos nas ruas”, disse um servidor revoltado com a situação.

Deixe o seu comentário