27 de abril de 2015 • 4:21 pm

Cotidiano

Desembargador autoriza volta das torcidas organizadas aos estádios

Desembargador Tutmés Airan autoriza a volta das torcidas organizadas em dias de clássico aos estádios alagoanos. Ele criou uma comissão permanente de controle das torcidas para evitar a violência.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Reunião garante volta das organizadas ao estádios.

Reunião garante volta das organizadas ao estádios.

Lideres de torcida fazem acordo.

Lideres de torcida fazem acordo.

Em reunião realizada nesta segunda-feira (27) no tribunal de Justiça, o desembargador Tutmés Airan de Albuquerque Melo, decidiu autorizar a volta das torcidas organizadas de CSA e CRB aos estádios alagoanos. Para isso ele fez uma série de exigências aos líderas das torcidas Comando Alvirrubro e Mancha Azul. Entre as exigências está a determinação de que para os clásicos entre as duas equipes as torcidas deverão providenciar transportes prórpios para evitar confusões nos coletivos de Maceió. As decisões serão publicadas nesta terça (28) no Diário oficial do Estado.j

O desembargador adiantou que a decisão deverá, de imediato, liberar o funcionamento das sedes das organizadas, porém o retorno delas aos estádios só será permitido após a implantação das medidas de controle. Entre as principais determinações deverão estar as seguintes:

– A Federação Alagoana de Futebol fará o cadastro dos integrantes das torcidas. Os integrantes só poderão entrar no estádio portando uma carteirinha específica, vinculada a um banco de dados eletrônico, disponibilizado para a Polícia e o Ministério Público de Alagoas (MP/AL). Torcedores menores de idade só farão parte das torcidas se autorizados pelos pais ou responsáveis.

– A torcida Comando Alvirrubro deverá ser formalmente instituída, pois hoje a organização não tem existência legal.

– Será criada uma comissão permanente de controle das torcidas, composta por Ministério Público, Judiciário, Polícia Militar e torcidas organizadas.

– O estádio Rei Pelé deverá ter salas para revista íntima de torcedores, a ser feita por amostra, pela Polícia Militar, afim de evitar a entrada de drogas.

– As torcidas estarão proibidas de entoar cantos ofensivos à Polícia.

Tutmés Airan explicou que o Juizado do Torcedor deve fiscalizar o cumprimento das determinações. “[Se as medidas forem descumpridas], vamos analisar caso a caso o grau de infringência. Eu espero que isso não precise acontecer, mas se for necessário, a gente aponta no caminho da extinção”.

O desembargador afirmou ainda que não espera que as medidas resolvam toda a problemática, mas amenizem bastante a situação. “Nacionalmente tem se construído um caminho semelhante, e nós vamos tentar trilhar por esse caminho. A expectativa é que isso reduza substancialmente o nível de violência.”

 

Deixe o seu comentário