9 de Março de 2016 • 11:04 am

Brasil

Dilma quer dar ministério a Lula para evitar prisão, mas ele resiste

A sugestão foi de ministros preocupados com o que chamam de “perseguição politica” contra o ex-presidente

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A presidente Dilma Rousseff aceitou a sugestão de alguns ministros de dar uma pasta ao ex-presidente Lula para evitar que ele possa ser preso na Operação Lava Jato por decisão do juiz Sérgio Moro. Assim como parlamentares e outras autoridades federais, ministros só podem ser investigados com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi veiculada pela coluna painel da Folha de S. Paulo

“No centro do governo, há fortes temores de que a operação possa tentar levar Lula à prisão. Até o início da noite, antes portanto do jantar no Alvorada, ele ainda resistia à ideia”, informa a colunista.

Na semana passada, por decisão de Moro, Lula foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento em São Paulo sobre a suspeita de que recebeu um apartamento e um sítio de empreiteiras acusadas de participar do esquema de corrupção na Petrobras. A condução coercitiva do ex-presidente causou polêmica. Alguns juristas consideraram abusiva e midiática a ação. Associações de magistrados, no entanto, defenderam a posição de Sérgio Moro.

Ainda de acordo com o Painel, o desespero com os desdobramentos da Lava Jato e com a falta de perspectiva na economia é tão grande que surge no Congresso pressão para que a presidente convoque um conselho com representantes dos três Poderes, nos moldes do “Conselho da República”.

O ex-presidente Lula está reunido nesta manhã com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na residência oficial ocupada pelo peemedebista em Brasília.

Deixe o seu comentário