4 de janeiro de 2016 • 2:55 pm

Policia

Recursos federais para SSP estavam parados no Estado há 8 longos anos

A revelação foi do governador Renan Filho ao anunciar um novo sistema de comunicação para a segurança pública

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Renan: dinheiro estava engavetado.

Renan: dinheiro estava engavetado.

O governador Renan Calheiros Flho (PMDB) fez nesta segunda-feira, 04, mais um evento com a imprensa alagoana para anunciar que em março vai dotar a policia alagoana de um sistema de comunicação top de linha.

Ele chegou a ensaiar com alguns jornalistas a demonstração do sistema, mas na hora de apresentar em uma conversa com profissionais de imprensa que estavam em um helicóptero da polícia sobrevoando o Benedito Bentes, em Maceió,  e outro grupo baseado na praça do Centenário, o equipamento não funcionou direito.

A história estava sendo transmitida pelo programa Ministério do Povo, da Rádio Gazeta, e o apresentador Rogério Costa acabou tirando o áudio do ar por que estava inaudível.

Mas, foi mais um evento do governo que tem pontuado na mídia com essas ações de marketing.

Dinheiro – No entanto, embora tenha passado despercebido pela maioria, o governador disse que o novo sistema de comunicação, ainda em testes, foi adquirido com verba federal e parte de recursos estaduais. O detalhe é que ele disse que os recursos federais estavam em Alagoas há mais de 8 anos.

“Estavam engavetados. Nós só fizemos tirar da gaveta e comprar os equipament0s de rádio para a comunicação da segurança pública”. Renan Filho. Ele não revelou o montante dos recursos.

Ou seja, o dinheiro foi enviado pelo federal para Alagoas e ficou adormecendo oito longos anos na gestão de Teotônio Vilela Filho (PSDB), sem que fosse utilizado, enquanto os índices de criminalidade no Estado eram estratosféricos.

Com esses novos equipamentos o governo de RF tem a certeza de que dará respostas muito mais rápidas e eficientes em sua política de segurança pública.

 

Deixe o seu comentário