2 de março de 2016 • 5:38 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Diretora de escola contesta secretário Alfredo Gaspar

A diretora da Escola Nosso Lar, Sueli Barbosa, contestou o trabalho do secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar, e de toda cúpula das polícias. Depois de definir Adriano dos Santos…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A diretora da Escola Nosso Lar, Sueli Barbosa, contestou o trabalho do secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar, e de toda cúpula das polícias.

Depois de definir Adriano dos Santos Oliveira, o “Caetano”, morto hoje numa operação policial, como “profissional exemplar, assíduo e competente”, ela duvidou das acusações que pesam contra ele.

“Não temos nem palavras para expressar o que Adriano representava na instituição, tanto para professores quanto para os estudantes. Nunca ofereceu nenhum tipo de risco nem mostrou qualquer suspeita para crimes. Inclusive, fiquei sabendo hoje que ele era envolvido com o tráfico de drogas, o que eu acho um absurdo”, afirmou a diretora.

Essa declaração mostra o tamanho do braço do tráfico.

Caetano foi preso várias vezes e, por sua periculosidade, foi encaminhado a presídio de segurança máxima, como Catanduvas (PR).

Só para anuviar a indignação da diretora, entre outros crimes, a polícia aponta Caetano como mandante do assassinato da sargento PM Iara Laura Silveira Monteiro. Dependente química, a militar era explorada pelo traficante.

Segundo a diretora, em entrevista ao portal gazetaweb, o sentimento da comunidade escolar é de tristeza e indignação.

Na escola que Sueli Barbosa é diretora, o traficante exercia a função de inspetor de disciplina.

Senhora diretora, melhore!

Ninguém é acusado de tantos crimes à toa.
Seu dever era, no mínimo, se informar sobre os fatos, antes de vir a público fazer declarações tão graves.

Houve excessos na ação policial? Se pode questionar essa tal situação de confronto?

São questionamentos válidos. Mas não tão graves quanto os danos provocados pela ação de traficantes.

As famílias cujos filhos são escravos das drogas sabem que nada justifica a manifestação da diretora Sueli Barbosa.

Né isso, Dr. Alfredo?

Deixe o seu comentário