14 de julho de 2017 • 9:03 am

Justiça » Política

Dirigente do PT diz que Judiciário quebrou as regras da Constituição

Ricardo Barbosa diz que Moro atropelou estado de direito e que caso Lula será revertido

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), advogado Ricardo Barbosa, disse nesta sexta-feira, 14, não ter dúvidas de que a condenação do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva será revertida em instância superior.

Barbosa: Presidente do PT.

Lula foi condenado a 9 anos e meio de prisão – mas responde em liberdade – por corrupção passiva, segundo sentença do juiz Sérgio Moro.

Ricardo Barbosa disse não ter dúvidas que a Justiça no País quebrou as regras da Constituição Federal, atropelou o estado de direito e que o juiz Sérgio Moro é um símbolo desse procedimento que atenta contra a democracia no País.

Barbosa destacou que é preciso tranquilizar os militantes do partido e os trabalhadores do País, para que tenham clareza de que a condenação foi sem provas e partiu de “um juiz parcial, suspeito que fez parte do processo do golpe contra a presidente Dilma Rousseff e o PT”.

Ele insistiu que a sentença é infundada e carente de provas, “o que confirma a utilização da justiça, neste caso, para fins políticos”.

Na opinião de Barbosa, as forças que atuaram nessa direção subestimaram “o amor e a paixão que os trabalhadores brasileiros e os movimentos sociais têm por Lula, um presidente que tirou mais de 40 milhões de brasileiros da condição de miséria absoluta”.

Para ele, a sentença do juiz Moro foi para intimidar o partido, os militantes e simpatizantes do Partido dos Trabalhadores, “exatamente pelo fato de ele estar comprometido com os objetivos golpistas”. Acrescentou que no momento em que o governo Michel Temer estava sendo julgado na CCJ da Câmara, Moro divulgou sua sentença, como se quisesse abafar os escândalos de corrupção do governo de plantão no Planalto.

 

Deixe o seu comentário