6 de abril de 2016 • 10:51 am

Maceió

Dono do Dragão acusa construtora de armar para fazê-lo vender restaurante

Pelas redes sociais ele disse que está sendo vitima de injustiça, mas não revelou nomes dos responsáveis

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Depois que o Restaurante Dragão foi fechado pela Vigilância Sanitária, após um consumidor encontrar uma barata em um dos pratos, a direção da casa reagiu pelas redes sociais afirmando que está sendo vitima de uma campanha movida por uma construtora local que vem tentando comprar a a área do restaurante.

Restaurante interditado

Restaurante interditado

Segundo denunciou o chinês proprietário do estabelecimento, nos últimos cinco anos recebeu proposta de venda de oito construtores e “um desses construtores disse que iria criar meios para fechar o meu restaurante e que eu iria vendê-lo por preço de banana”.

O chinês acusa o proprietário de construtora de ter colocado a barata no prato para denunciá-lo. Diz textualmente nas redes sociais que “de lá pra cá ele já fez filmagens, fez denúncias e colocou uma barata no prato para tirar uma foto e me prejudicar”.

Diz também pelo WhatsApp que é um trabalhador e abre sua casa de domingo a domingo, inclusive nos feriados e que não cederá a ofensiva do empresário que quer ficar com o terreno do Dragão para, naturalmente, erguer mais uma torre na orla de Pajuçara.

-Sou chinês e sei da qualidade do nosso produto e conheço cada cliente. Peço que divulgem esta mensagem, pois estou sofrendo uma injustiça.

Foi o que escreveu o dono do Dragão nas redes sociais, sem, no entanto, revelar quem são os responsáveis pelas supostas armações para fazê-lo vender a área do restaurante “a preço de banana”.

1 Comentário

  1. Tudo bem tem falhas no restaurante… Agora, esse pessoal da Vigilância Sanitária, deveria fazer um trabalho de fiscalização recorrente nos restaurantes… É um crime o que fizeram com esse pessoal, tirar foto e colocar na internet, querem destruir o ganha pão daquelas famílias? Multe o estabelecimento, faça um termo de conduta, para se adequar, procurem sempre fiscalizar… É lamentável essa exposição, dali sobrevivem várias famílias de diversos trabalhadores… Isso não se faz! Não gostei dessa abordagem… Barata espanhola aparece até lá em casa, ando metendo remédio direto e de vez enquanto apareça uma sem-vergonha. Moro no quarto andar do prédio, outro dia estava na sala, entra voando um baratão, tentei pegar a filha da mãe e não consegui, coloquei remédio por todo canto… BOM SENSO PESSOAL – SE A VIGILÂNCIA SANITÁRIA FISCALIZASSE COM FREQUÊNCIA, TALVEZ ISSO NÃO TERIA ACONTECIDO. TENHO MAIS DE 25 ANOS QUE FREQUENTO O DRAGÃO… AS FOTOS SÃO FORTES, MAS NÃO VAMOS DESTRUIR AS PESSOAS… ISSO TEM JEITO. Esse pessoal é gente boa, uma vez fui almoçar lá, quando bati a mão na carteira, cadê a danada, tive que chamar o Chinês na conversa, falei primeiro com o Garçom, fui andando para reforçar, de longe ele me viu e escutei, no no no pag depoi… Um Chinês misturado com Português, não entendi, mais compreendi… passei no outro dia e paguei… SÃO PESSOAS DE BEM…

Deixe o seu comentário