6 de outubro de 2016 • 4:21 pm

Blogs » Fátima Almeida » Política

E agora? Quem vai assumir a vaga de Marx Beltrão na Câmara Federal?

Com Rosinha ocupando cargo no Ministério da Justiça, o próximo da fila seria o médico Hermerson Casado. Mas há controvérsias.

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

O médico Hemerson Casado vai ter dificuldades de assumir a vaga de deputado na Câmara Federal, no lugar do deputado Marx Beltrão, que tomou posse ontem no cargo de Ministro do Turismo do governo Temer.

Ele é o segundo suplente da coligação que elegeu Beltrão, atrás de Roseana Cavalcante Freitas – a Rosinha da Adefal – que ocupa, desde junho passado, o cargo de Secretária Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência, no Ministério da Justiça e Cidadania.

Rosinha tem deixado implícito, desde o início, que não tem interesse em deixar a secretaria onde está. Há uma avaliação de que lá, ela tem mais força para defender as políticas para as pessoas com deficiência. Pela regra, ela teria que assumir o mandato, sob pena de ser considerada desistente da suplência. Mas poderia se licenciar para retornar à Secretaria, sendo, nesse caso, convocado o próximo suplente, o médico Hemerson Casado.

Há, portanto, notícias de uma forte resistência da Comissão de Saúde da Câmara, à posse do médico. Ele é portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença degenerativa que afeta os movimentos do corpo, embora mantenha o cérebro em pleno funcionamento, o que, na sua avaliação e da família, não inviabiliza a sua atividade parlamentar. Mas problema, pelo visto, não é apenas o estado de saúde do suplente, mas a estrutura logística que a Câmara teria que montar para recebê-lo.

Hemerson não tem quase nenhuma mobilidade física e usa computadores de ponta para se comunicar. Mesmo assim tem lutado pelo direito de assumir o mandato. E já está cheio de planos para fortalecer uma luta que vem travando, desde que foi diagnosticado com ELA, em defesa das pessoas que sofrem com as limitações da doença degenerativa.

Planos que podem não se realizar. Uma fonte da Casa Legislativa informou que Rosinha já foi notificada e convocada a assumir o mandato, e mesmo não querendo ficar, já está sendo assediada pela turma do ‘tem que ser’. Até porque, na outra ponta, já tem outro suplente, Fernando Holanda, de olho na vaga, caso Hemerson seja mesmo considerado inapto para assumir o mandato.

Por enquanto, não se sabe que será o novo deputado federal de Alagoas.

 

Deixe o seu comentário


Publicidade