7 de junho de 2015 • 10:12 am

Cotidiano

E no Jacintinho ninguém foi preso. Será que os bandidos correram ou bandido bom é bandido morto?

O clima é de apreensão sobretudo junto as famílias humildes que moram no bairro e no entorno do complexo habitacional.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Policiais guardam o ônibus queimado.

Policiais guardam o ônibus queimado.

No Jacintinho, os bandidos são minoria.

No Jacintinho, os bandidos são minoria.

O estilo bandido bom é bandido morto voltou a Alagoas com toda força. E o senso comum adora esse tipo de espetáculo. Daí autoridades policiais vão exatamente ao encontro desta máxima, quando se apresentam no meio do povo a cada episódio que garanta luzes e câmeras, desde que não sejam inoportunas.

Nas ruas do Jaça, há vida que precisa ser respeitada.

Nas ruas do Jaça, há vida que precisa ser respeitada.

Assim o Jacintinho amanhece hoje sob os olhares atentos de policiais que para lá foram mandados pelo Secretarário de Defesa Social, Alfredo Gaspar, para procurar os bandidos que atearam fogo em um ônibus na manhã deste sábado, 06.  Gaspar disse que já havia identificado os marginais, mas até agora não há informações sobre a prisão desse pessoal.

Essa é uma história que começou quando equipes das polícias Civil e Militar realizaram na noite desta sexta-feira ,05,  uma operação contra o tráfico de drogas nas grotas do Cigano e Peixoto, no Jacintinho, em Maceió. A ação policial foi motivada depois que um homem suspeito de liderar o tráfico de drogas em todo o complexo habitacional ter sido morto  a tiros, segundo as informações oficiais, em confronto com a polícia.

A açao militar gerou protestos da população pobre da região, ainda na sextafeira. Moradores bloquearam ruas no entorno das grotas. Dois homens foram presos com galões de combustíveis, material, que segundo a polícia seria usado para queimar ônibus. Alfredo Gaspar lá estava no centro das atenções, como comandante geral.

Mais confrontos. Na mesma sexta, já anoitecendo, policiais militares e suspeitos de integrar uma quadrilha de tráfico de drogas entratram em confronto na Av. Leste-Oeste após abordagens policial. No embate, um homem morreu e quatro policiais ficaram feridos após colidir a viatura contra outro carro.

Quando todos imaginavam que tudo estava tranquilo uma quadrilha armada parou um ônibus ontem, sábado,06, retirou os passageiros à base de safanões e ateou fogo no veículo. O cobrador do coletivo acabou ferido à bala.

Resultado a Defesa Social voltou ao local e o xerife Gaspar determinou: – Ocupem tudo. O Estado não vai dar benção a bandido!.

Tudo isso bem ao gosto popular.

Como hoje é domingo, uma criança na rua Cleto Campelo cantava agora a pouco na janela de casa:

– Hoje é domingo, pé de cachimbo

O cachimbo é de ouro, bate no touro

O touro é valente, bate na gente

A gente é fraco, cai no buraco

O buranco é fundo e acabou-se mundo.

2 Comentários

  1. Gustavo Pinto disse:

    Tá com pena dis bandidos??? Leva para sua casa e cria.

  2. moraes disse:

    BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO, PARABÉNS SECRETÁRIO A SOCIEDADE ALAGOANA AGRADECE.

Deixe o seu comentário