3 de agosto de 2015 • 3:35 pm

Cotidiano

Educação em pauta: Protesto e debate abrem encontro do CNE em Maceió

Abertura da reunião teve protesto dos trabalhadores da Ufal, em greve há mais de dois meses

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Trabalhadores da Ufal protestam, durante abertura da reunião do CNE

Trabalhadores da Ufal protestam, durante abertura da reunião do CNE (Foto: Éassim)

Uma manifestação em frente ao Hotel Jatiúca marcou a participação dos trabalhadores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em greve há mais de dois meses, na abertura da reunião itinerante do Conselho Nacional de Educação (CNE), que se realiza em Maceió, a partir das 15h desta segunda-feira (3), com a presença de  ministros de Estado, conselheiros e especialistas em educação, de Alagoas e vários estados do Nordeste.

O encontro vai colocar em pauta, até o próximo dia 6, os rumos do ensino básico e superior no país, com os avanços e desafios após a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE), que completou um ano em vigor.

A programação do evento vai ocorrer em ambientes diversos, incluindo a Serra da Barriga, no Parque Memorial Quilombo dos Palmares (em União dos Palmares), onde será realizado, nesta terça-feira (4) um ato público sobre as diretrizes para a educação das relações étnico-raciais e a educação escolar quilombola.

Hoje, na abertura, são esperadas as presenças do ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro; da ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, Nilma Lino Gomes; do presidente do CNE, Gilberto Garcia; do governador de Alagoas, Renan Calheiros Filho; do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, além professores, gestores, profissionais de educação, reitores de instituições educacionais públicas e privadas, além de outros agentes da Educação.

O monitoramento, o acompanhamento e a avaliação do plano são a pauta da mesa de abertura do encontro, que objetiva promover o diálogo direto com a sociedade, permitindo o conhecimento e a aproximação das diferentes realidades e demandas locais.

 

PROGRAMAÇÃO

Além do debate público proposto para  abertura da reunião, na tarde desta segunda-feira, sobre o primeiro ano da vigência do PNE, e da visita técnica ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares, na Serra da Barriga, na terça-feira, o encontro coloca em pauta, na reunião conjunta das câmaras de Educação Básica e Superior do Conselho, a formação de professores e a universalização da educação infantil, do ensino fundamental e médio.

Também está previsto o lançamento das orientações curriculares da educação infantil em Maceió e audiências públicas sobre as diretrizes nacionais para a educação escolar dos adolescentes e jovens em atendimento socioeducativo e o lançamento, pela equipe do Pnud Brasil, de mais uma edição do Atlas do Desenvolvimento Humano, na quarta-feira.

No último dia de reunião itinerante, quatro sessões públicas encerram a agenda de atividades. Uma delas, no âmbito da educação básica, propõe analisar os resultados de pesquisa que revela o índice de letramento científico do País, iniciativa do Instituto Abramundo, em parceria com o Instituto Paulo Montenegro, a ONG Ação Educativa e o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope).

Deixe o seu comentário