31 de julho de 2015 • 8:41 am

Política

Em ano pré-eleitoral Rui Palmeira reativa indústria da multa, diz vereador

Vereador quer investiação sobre o caso, por que não sabe onde o prefeito está botando o dinheiro “dessa indústria”.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

 

Silvânio  Barbosa: para onde vai o dinheiro?

Silvânio Barbosa: para onde vai o dinheiro?

A indústria da multa de trânsito, em véspera de ano eleitoral, até se imaginava que fosse uma coisa do passado. Essa indústria foi denunciada e desativada no segundo governo municipal de Kátia Born (PSB), na Prefeitua de Maceió. Agora a dita indústria volta com força no governo de Rui Palmeira (PSDB).

Na administração de Palmeira, a SMTT aplicou mais de 50 mil multas em Maceió já este ano. O detalhe é que as multas têm gerado um caixa especialíssimo para a gestão municipal, sem que se saiba para onde está indo o dinheiro, segundo denunciou o vereador Silvânio Barbosa (PSB).

Inquérito – O vereador denunciou e agora se preparara para rquerer uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) na Câmara Municipal de Maceió, para investigar o paradeiro do dinheiro arrecadado com o festival de multas promovido pela Prefeitura.

Barbosa disse que sabe ser dificil emplacar a comissão de investigação, por que  a quase totalidade dos vereadores de Maceió estão na bancada de apoio ao prefeito Rui Palmeira. “Mas vamos cumprir nosso papel, contra essa situação obscura”, disse.

A Câmara volta a funcionar na proxima semana. Para o vereador, é fundamental que a sociedade passe a pressionar o parlamento para saber quem realmente tem compromisso com a sociedade, sobretudo quando está em jogo o dinheiro público. “O que percebemos é a completa falta de trasparência da gestão de Rui Palmeira com a conivência de quem teria o dever constitucional de investigar os desmandos”, declarou Silvânio.

Reação – Por conta das declarações que deu, o vereador Silvânio Barbosa foi chamado de “despachante das empresas de ônibus” .Diante dessa reação, o vereador decidiu acionar o superintendente na justiça, “para que ele responda pela infliz declaração que deu”. Barbosa disse que não fala por falar, mas por ter em mãos os dados que o levvaram a denunciar a indústria da multa do prefeito Rui Palmeira, em um ano pré-eleitoral.

 

 

Deixe o seu comentário