12 de agosto de 2016 • 5:50 pm

Brasil » Esportes

Em jogo de revanche, Brasil mede forças com Austrália para esquecer Copa de 2015

Seleção feminina foi eliminada pela rival na Copa do Mundo do Canadá, realizada ano passado; Jogo é válido pelas quartas de final da Olimpíada

Por: Vinicius Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Futebol femino

Meninas do Brasil têm empolgado torcida

Dizem que quem apanha nunca esquece. Esse foi o sentimento que a seleção brasileira feminina ficou após ser derrotada pela Austrália, nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2015, no Canadá. Mas hoje (12), às 22h no Mineirão, o destino reservou mais um capitulo para essa rivalidade. Brasil e Austrália se enfrentam em jogo válido pelas quartas de final da Olimpíada. Marta estará em campo, mas as brasileiras têm o desfalque de Cristiane.

Apesar do técnico Vadão tentar minimizar este sentimento,  as meninas do Brasil garantem que é um jogo para mostrar quem tem o melhor futebol. “Sem dúvida nenhuma, é revanche, sim. Foi recente, há um ano. Infelizmente aconteceu um gol delas nos últimos 20 minutos do jogo. Então, agora esperamos que seja tudo diferente, que a bola entre. Que seja diferente e que a gente saia com a vitória”, disse Thamires, lateral esquerda.

E para conquistar a vitória, o time é praticamente o mesmo que venceu os dois primeiros jogos – 3 a 0 contra a China e 5 a 1 contra a Suécia. A única mudança é a entrada de Debinha no lugar de Cristiane, que sofreu uma lesão no posterior da coxa direita e faz uma recuperação intensiva para voltar mais adiante. Tamires acha que o Brasil muda um pouco suas características com a substituição, mas que a nova alternativa pode ser muito bem explorada.

As adversárias do Brasil vêm de uma primeira fase irregular. Com uma vitória (6 a 1 contra o Zimbábue), um empate (2 a 2 com a Alemanha) e uma derrota (2 a 0 para o Canadá), a Austrália se classificou em terceiro lugar com quatro pontos. Na entrevista coletiva, o treinador Alen Stajcic não deu pistas sobre o time que entra em campo, mas a escalação não deve fugir muito da que goleou o Zimbábue.

Deixe o seu comentário