30 de março de 2017 • 4:39 pm

Política

Em nota, Legislativo estadual diz que vê com naturalidade ação da PF

A exemplo do que aconteceu ontem, com o Tribunal de Contas, Assembleia estadual também foi alvo de operação policial nesta quinta-feira.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Alvo da ‘Operação Sururugate’,  deflagrada pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (30), a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Alagoas se manifestou por meio de Nota Oficial. Confira na íntegra:

NOTA OFICIAL

A Assembleia Legislativa foi alvo, nesta manhã, de ação de cumprimento de mandado judicial, referente a uma investigação circunscrita ao período de 2010-2013. Preliminarmente, o Poder assim se manifesta:

2-Sobre a acusação de suposta presença de beneficiários do Bolsa Família na folha de pessoal, causa espécie a constatação da falta de integração e de acesso das demais esferas de poder ao cadastro do mencionado Programa, que é de responsabilidade federal. A restrição é tanta que o próprio Congresso Nacional já discute projeto de lei pelo qual garante ao cidadão o acesso a essa listagem;

3-A atual Mesa Diretora desconhece que tenha havido qualquer requisição administrativa, visando um confronto sistemático da folha de pessoal com o cadastro do Bolsa Família. Nos últimos tempos, vem atendendo, de pronto, diversos pedidos pontuais efetuados por órgãos de investigação;

4-Ao recomendar prudência em relação às informações extraídas de contexto, a atualMesa Diretora, por fim, vê com naturalidade a ação investigativa. Afirma encontrar-se aberta à criação de novos mecanismos de controle interno e reitera o compromisso de colaborar com O esclarecimento da verdade.

Maceió, 30 de março de 2017.

Deixe o seu comentário