25 de fevereiro de 2016 • 7:59 pm

Cotidiano

Empreendedorismo vai vencer a crise no País, diz secretário

Em evento nacional sobre o empreendedorismo secretário diz que programa Juventude empreendedora vai beneficoar 5 mil jovens

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Pinehas Furtado

“Investir no empreendedorismo é o melhor remédio para a crise”. A afirmação foi do secretário de Estado do Trabalho e Emprego, Rafael Brito, que discursou na abertura da 76ª Assembleia Geral Ordinária (AGO), da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), realizada nesta quinta-feira (25), na Associação Comercial de Alagoas.

Rafael Brito: empreender é o caminho.

Rafael Brito: empreender é o caminho.

Falando para representantes de todos os estados brasileiros, o gestor do trabalho lembrou que o Governo de Alagoas vem enfrentando a crise recessiva que assola o país, com iniciativas ousadas e criativas.

Um dos exemplos citados por Brito diz respeito ao programa Juventude Empreendedora. Uma ação que visa beneficiar cinco mil jovens este ano capacitando-os a serem futuros empresários.

“Ao final do curso de capacitação, todos os alunos vão apresentar um  plano de negócio e os 500 melhores projetos serão viabilizados com aporte financeiro da agencia de fomento Desenvolve do Estado. É uma forma de estimular a geração de emprego e renda e de combater a crise econômica”, declarou.

Conaje  – Esta é a primeira vez que a capital alagoana recebe a AGO, que está sendo realizada pela Conaje e o CJE Alagoas. Entre as atividades previstas estão reunião de diretoria da Confederação, Assembleia Geral, Agenda Brasil e Sessão de Negócios.

“Essas duas últimas atividades serão muito interessantes para engajar interessados em empreendedorismo e geração de novos negócios. Além disso, vamos promover uma maior integração entre os participantes e mostrar as oportunidades de mercado existentes no Nordeste, especialmente em Alagoas”, relata o presidente do CJE Alagoas, Sávio Carnaúba

Ele enfatizou que o Estado tem passado por mudanças significativas tanto na vontade de empreender da sociedade quanto na maior diversidade econômica. E isso precisa ser mostrado para os jovens empresários engajados nesse importante movimentoassociativista.

“Como citou o secretário Rafael Brito sobre o programa Juventude Empreendedora, acreditamos ser essa uma política pública arrojada que irá fomentar a maior participação dos jovens na geração de negócios inovadores, no entanto, só conseguiremos mudar de fato os índices locais com a implantação do empreendedorismo nas escolas, colocá-lo como opção de vida para os jovens”, disse.

Deixe o seu comentário