22 de maio de 2017 • 12:25 pm

Saúde

Empresa de beneficiamento de ‘pênis de boi’ é interditada em Arapiraca

Fábrica extraía gordura animal para do vergalho (penis do boi) para indústrias farmaceuticas e de cosméticos.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Uma fábrica de beneficiamento de produtos  gordurosos não comestíveis – com subprodutos do abate do boi gordo – foi interditada e Arapiraca por absoluta falta de higiene. A maioria dos produtos são bile e vergalho (pênis de boi), que eram manipulados para a retirada do sangue, entre outras impurezas e em seguida recebiam formol e eram comercializados com indústrias de cosméticos e farmacêuticas.

Subprodutos para beneficiamento

A interdição foi realizada pela Agência de Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), dentro da operação de Fiscalização Preventiva e Integrada do São Francisco  (FPI). De acordo com a Adeal, a empresa responsável não possui registro nos órgãos de defesa sanitária animal e nem permissão do Ministério da Agricultura para vender os produtos para outro Estado, como o Rio Grande do Norte, por exemplo, um dos mercados exportadores do produto.

Vergalho: Pênis ou ‘bimba de boi’

A empresa também foi acusada de não ter licença ambiental e de contaminar o lençol freático, a jogar gordura animal in natura a saturada no solo. O paiol de irregularidades levou a interdição da empresa arapiraquense.

 

Deixe o seu comentário