22 de junho de 2016 • 11:03 am

Maceió

Empresas do Porto de Maceió são inspecionadas por fiscais do Crea-AL

Ação verifica se os serviços de engenharia, agronomia, e outras atividades da área tecnológica, são realizadas por profissionais habilitados

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Fiscalização Porto (2)

Transpetro foi uma das empresas fiscalizadas. Foto: Ascom/Crea

A equipe de fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) esteve no Porto de Maceió, inspecionando o corpo técnico e as execuções de engenharia e agronomia realizadas pelas empresas instaladas no local. Com a ação, Conselho está buscando reforçar a importância dos serviços técnicos serem executados por profissionais habilitados.

Atualmente o complexo portuário conta com cinco empresas arrendatárias, a Transpetro; BR Distribuidora; o consórcio Tomé Ferrostaal; Empat e Atlantic.  Serviços como apoio de manutenção de máquinas; análises químicas; engenharia de segurança; controle de pragas; instalações de equipamentos, entre outros, foram verificados pelos fiscais.

O Crea Alagoas vem intensificando as fiscalizações em grandes empresas para garantir que profissionais habilitados estejam desempenhando os serviços de engenharia, agronomia e outras atividades pertinentes a área tecnológica. Em maio deste ano, uma equipe de fiscais do conselho esteve no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, realizando a mesma verificação (Leia aqui).

De acordo com o engenheiro civil Carlos Eduardo, esta é uma ação rotineira que o setor da fiscalização do Crea vem promovendo para garantir qualidade nos serviços oferecidos pelas empresas instaladas em Alagoas.

“Estamos verificando, de forma passiva, como as empresas estão tratando as execuções dos serviços e os profissionais. Trabalhar dentro da legalidade é garantir a excelência no resultado. Iremos continuar com esse trabalho, que antes de tudo, acontece de forma educativa”, disse o gerente.

Deixe o seu comentário