24 de maio de 2017 • 9:21 am

Política

Encontro sobre trabalho infantil encerra inscrições dia 28

Evento é organizado pelo Estado com parcerias de entidades da sociedade civil e governo federal

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) encerra no próximo dia 28 as inscrições para o III Encontro Intersetorial das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti).

O evento, que tem como objetivo dar continuidade ao enfrentamento do trabalho infantil em Alagoas, por meio da elaboração de planos municipais e do adequado funcionamento da rede de proteção à criança e ao adolescente, será realizado em paarceria com o Ministério do Desenvolvimento Soial e Agrário (MDSA).

Criança: respeito aos direitos

Participarão do encontro gestores públicos, técnicos e conselheiros tutelares dos 102 municípios alagoanos, além do  Fórum para Erradicação do Trabalho Infantil e para Proteção do Adolescente Trabalhador de Alagoas (Fetipat/AL), também parceiro nas políticas públicas de erradicação do trabalho infantil no Estado.

Local –  O encontro, que acontece no dia 2 de junho, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. Os  alagoanos que desejam participar  devem preencher o formulário de inscrição disponível em banner fixado no site http://seades.al.gov.br.

Crianças: não ao trabalho infantil

Entre os temas que serão abordados no encontro estão o trabalho infantil enquanto fenômeno de violação de direitos de crianças e adolescentes, as configurações do trabalho infantil em Alagoas e as diretrizes do plano de prevenção e erradicação do trabalho infantil.

Deverão participar do evento cerca de 450 participantes entre gestores estaduais e municipais, coordenadores dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras),  coordenadores municipais dos municípios  que executam as ações estratégicas do Peti, conselheiros tutelares, profissionais do Ministério do Trabalho e Emprego, Tribunal Regional do Trabalho, Ministério Público do Trabalho.

 

 

Deixe o seu comentário