9 de setembro de 2015 • 6:36 pm

Política

Esperança: Alagoas veste verde em homenagem ao doador de órgãos

Nos últimos três anos foram realizados 250 transplantes no Estado, segundo dados da Sesau

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Setembro Verde no Memorial Teotônio - Foto Carla Cleto

Setembro Verde no Memorial Teotônio – Foto Carla Cleto

Setembro não é apenas o mês da Primavera, é também o do doador de órgãos e tecidos, chamado “Setembro Verde”. E, para lembrar a importância da doação, que tem salvado milhares de vidas no Brasil, a Central de Transplantes de Alagoas está com uma série de ações, como palestras, distribuição de informativos e, como forma de chamar a atenção da população, iluminou com a cor símbolo da campanha os Memoriais à República (Jaraguá) e Teotonio Vilela (Pajuçara).

Em Alagoas dados da Central de Transplantes mostram que de 2013 a 2015 ocorreram 250 transplantes. Entre os transplantes, o de córnea é o que mais ocorre no Estado, uma vez que em 2013 foram (52), 2014 (90) e nos primeiros oito meses deste ano foram 55. O de rim fica em segundo lugar, sendo que em 2013 ocorreram ( 22), o ano passado (26) e este ano até agora (10). O de coração não houve registro em 2013, 2014 apenas três  e em 2015 de janeiro a agosto dois.

Mesmo com as constantes campanhas para conscientizar a sociedade, a negativa das famílias ainda é preocupante, chega a ser maior que 57%, segundo evidencia a coordenadora da Central de Transplantes de Alagoas, salientando que a média do Brasil é de 46%. “Esses números nos levam a fazer uma reflexão sobre as causas e como poderemos mudar essa realidade”, disse Kelly Brandão.

As famílias alegam uma série de questões, como desejar o corpo integro, o morto era contrário à doação, ou familiares desconhecia sua opinião, a não compreensão sobre o diagnóstico de morte encefálica, entre outros.“Para aumentar as doações é necessário implementar uma política de transplante, investindo em ações sócio educativas, para sensibilizar a sociedade e também os profissionais da saúde, que estão lotados no atendimento de emergência e urgência e nas Unidades de Terapia Intensiva”, afirmou a coordenadora.

Programação – A programação começa no dia 14, com um ciclo de palestras tendo como tema o “Protocolo de Assistência ao Potencial Doador de Órgãos, às 17 horas, no Hospital Geral do Estado (HGE). No dia (17), está previsto um culto ecumênico em homenagem aos doadores de órgãos de Alagoas, às 9 horas, no HGE.

No dia (21), mais uma rodada de palestra no Hospital Geral, às 17 horas e dia 22 distribuição de informativos, também, no HGE. E, no dia 27 quando se comemora o Dia Nacional do Doador de órgãos, das 9 às 16 horas, haverá uma ação na rua Silvio Viana, mais conhecida como rua de lazer na Ponta Verde.

  • Texto: Mônica Lima / Ascom Sesau

Deixe o seu comentário