27 de julho de 2017 • 9:56 am

Blogs » Fátima Almeida

Esqueceu a CNH? Pega o celular. A partir de fevereiro porte de documento pode ser digital

Contran aprovou esta semana a criação da carteira de habilitação digital, que pode ser consultada pelo smarthfone

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ih, esqueci a CNH em casa. E agora? Dentro de alguns meses isso não será mais problema! A partir de fevereiro de 2018 começa a valer a carteira de habilitação digital, com o mesmo valor jurídico do documento impresso que hoje, obrigatoriamente, todo motorista tem que portar na carteira.

É só clicar no celular e ela vai estar lá, prontinha pra livrar das penalidades previstas no artigo 162 – multa, perda de pontos na carteira e retenção do veículo – para quem comete a infração gravíssima de dirigir sem a Carteira Nacional de Habilitação.

A validade da comprovação digital da CNH, que poderá ser ser acessada pelo celular, foi aprovada esta semana, pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). E como hoje em dia quase ninguém no universo inteiro vive sem o celular, isso vai acabar a desculpa e o transtorno dos mais esquecidinhos. Os agentes de trânsito poderão comprovar os dados por um aplicativo de celular, já que a assinatura da CNH é digital, ou pelo escaneamento do QRCode, espécie de código de barras já presente nas CNHs emitidas a partir de maio deste ano, desenvolvido para dar mais segurança contra fraudes e para facilitar o acesso às informações biográficas e foto do documento original, armazenadas em um banco de dados do sistema Denatran.

Na prática, será permitido que motoristas de todo o país se identifiquem por meio de um aplicativo de smartphone, que já se encontra em fase de testes.

Lógico que ninguém vai ser obrigado a investir num celular de ponta para baixar o aplicativo. A habilitação impressa continuará sendo disponibilizada, e você vai poder escolher como portar seu documento. Quem não está nem aí para as vantagens da tecnologia, vai poder continuar levando na carteira, no bolso ou no porta-luvas do carro. Contanto que esteja com com a CNH acessível, seja de forma impressa ou digital.

Para a opção digital, o cadastro se fará, segundo o Contran, a partir do momento em que o serviço entrar em operação, e o usuário interessado deverá fazê-lo no portal do Denatran ou no balcão dos Detrans, com o uso de um certificado digital.

E viva a tecnologia a favor de todos!

Deixe o seu comentário