27 de junho de 2017 • 2:45 pm

Blogs » Marcelo Firmino

Estranha obsessão: governo só quer saber da reforma da previdência

Em meio ao paiol de denúncias contra Temer e ministros, todos só falam na fatura da previdência

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Com sete inquéritos nas costas na Operação Lava Jato, o líder do governo no Senado e um dos principais articuladores do Planalto no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), disse que não há por que se preocupar com as denúncias contra o Presidente MIchel Temer e sim partir logo para aprovar a Reforma da Previdência.

Senador Romero Jucá: o líder de Temer.

Parece obsessão. O governo apodrecido, o lamaçal da corrupção infestando a Esplanada, em Brasília, mas, o pessoal do governo quer prestar contas a elite econômica com a Reforma da Previdência a qualquer custo.

Por que será? Os bancos querem a reforma de qualquer jeito assim como os grandes conglomerados empresariais. Isso, portanto, remete a poder econômico e onde tem poder tem dinheiro.

É possível, portanto, que essa fatura já tenha sido paga lá atrás e agora a cobrança é insistente.

Ou dá ou desce.

A final, nada justifica tamanha correria com essas reformas diante da gravidade do paiol de denúncias contra Michel Temer. Ou seja, o governo acabou mas estão todos se agarrando as colunas e pilares do poder.

E nesse cenário a arrogância tem sido uma arma e tanto. “Nada nos destruirá. Nem a mim nem aos meus ministros”, foi o tom de Temer antes das denúncias da Procuradoria Geral da República.

Não satisfeito, Jucá diz agora que se a proposta da Reforma da Previdência não for aprovada “o governo constrói outra solução”.

Nitidamente um recado para alguém importante que não é o pobre dependente do sistema previdenciário.

 

 

Deixe o seu comentário