16 de outubro de 2015 • 6:32 pm

Política

Eventos promovem conhecimentos de ciência e tecnologia em Alagoas

Programação contempla Maceió e três municípios do interior com shows de química, física, planetário e oficinas temáticas

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Alexandre Câmara – Assessoria

Atividades na Oficina de Física - Foto / Divulgação

Oficina de Física – Foto / Divulgação

Dois eventos trazem conhecimentos da ciência e da tecnologia para Maceió e para 3 municípios alagoanos. O primeiro é a “Sexta da Ciência”, que ocorre em Maceió no próximo dia 23, no Colégio Jaime Miranda, bairro da Santa Lúcia, com shows de química, física, planetário e oficinas temáticas. A programação acontece das 10h às 20h e o público alvo são estudantes de todas as séries e comunidade em geral.

Já em novembro quem vai ter acesso a essa programação, através da “Caravana da Ciência”, são os estudantes e população dos municípios de Delmiro Gouveia, Piranhas e União dos Palmares.

O projeto acontece anualmente integrado à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que em 2015 ocorre entre os dias 19 a 25 de outubro com o tema “Luz, Ciência e Vida”. Os dois eventos têm a coordenação da Profª Drª Lenilda Austrilino, através do Núcleo de Popularização e Divulgação da Ciência e Tecnologia em Alagoas (ComuniCT). Neste ano o projeto sai pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) e conta com recursos federais e estaduais.

TRUPE DA CIÊNCIA

Chegou a hora de arregaçar as mangas. Começa a correria de professores, técnicos e estudantes universitários para colocar em ação a mostra de ciência, os shows de física e química e as oficinas de biologia, constelário, desenho e matemática. É a oficina de energia alternativa que deve chamar mais atenção, porque vai trabalhar com os conceitos de energia solar e energia eólica. A trupe que organiza também participa da divulgação dos conceitos científicos, de forma interativa.

“As oficinas são conceitos científicos tratados de maneira lúdica para que possam ser compreendidos por pessoas de qualquer nível de escolaridade”, afirma Lenilda.

A escolha dos municípios não foi aleatória. “Não se pode falar em luz sem falar em hidrelétricas. A escolha de Delmiro é porque Angiquinho foi a primeira hidrelétrica do Nordeste e a 2ª da América Latina. Piranhas, por causa de Xingó e União, por causa de Jorge de Lima, que colocou no poema Acendedor de Lampiões o surgimento de uma nova tecnologia, que foi a luz elétrica”, avalia Lenilda.

São parceiros dos eventos o Ministério da Ciência, da Tecnologia e da Inovação(MCTI), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), a (Fapeal), a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), a Usina Ciência e o Museu da História Natural, o Centro de Estudos Astronômicos, a Faculdade de Medicina (Famed) e o Núcleo de Popularização e Divulgação da Ciência e Tecnologia em Alagoas (Comunict).

Deixe o seu comentário