12 de setembro de 2016 • 12:59 pm

Cultura

Exposição “Cetim” traz aplicações sob tecidos e madeira

Artista plástica mineira expõe 13 obras no Museu da Imagem e do Som

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Alessandra Ropre em sua exposição "Cetim" (Foto: Cleiton Borges/ Correio de Uberlândia)

Alessandra Ropre em sua exposição “Cetim” (Foto: Cleiton Borges/ Correio de Uberlândia)

A exposição “Cetim”, da artista plástica mineira Alessandra Cunha Ropre, estará disponível ao público em Maceió a partir do dia 19 deste mês, no Museu da Imagem e do Som (Misa), no bairro de Jaraguá.  

Ropre traz tecidos de cetim manchados e pintados com diversas cores de tinta acrílica, além de placas de MDF costuradas. As 13 peças da artista buscam mostrar o isolamento que é vivido mesmo em uma sociedade hiper-conectada pela internet. As cores são, em sua maioria, escuras e complexas, misturando-se ao tecido utilizado e transparecendo uma mensagem de confusão e expressão.

As obras já foram expostas nas cidades de Brasília (DF), Joinville (SC) e Uberlândia (MG), e ficam em Maceió até o dia 9 de outubro.

1 Comentário

  1. Ropre disse:

    Olá!
    Eu sou Ropre (Alessandra Cunha), criadora das pinturas da série CETIM que seriam expostas no MISA – Museu da Imagem e do Som de Alagoas. Venho por meio desta esclarecer que, como consta no edital de ocupação de galerias lançado pela SECULT/AL (onde concorri e recebi aprovação com dois projetos diferentes), seria disponibilizado uma AJUDA DE CUSTO aos artistas para transporte, impressão de material gráfico e outras despesas decorrentes da exposição. Porém, para a exposição CETIM no MISA, nenhum recurso financeiro foi depositado pela SECULT (mesmo após um mês de negociações), então não há possibilidade de abrir a exposição dia 19/09/2016.
    Ainda me disponho a ir para Maceió montar e inaugurar a exposição para o público de Alagoas, mesmo com atraso, se enviarem o valor divulgado. Caso a AJUDA DE CUSTO NÃO SEJA DEPOSITADA, infelizmente, teremos esta exposição (que passou pela seleção do edital) CANCELADA por descumprimento, por parte da SECULT/AL do edital que eles próprios criaram.
    Sou formada em Artes Visuais e já participei de mais de 120 exposições coletivas, no Brasil e exterior. E realizei 26 exposições individuais em diversas cidades do país e, jamais ocorreu um contratempo como este por parte das diversas secretarias de cultura com qual negociei exposições. Todo meu trabalho pode ser facilmente conferido em buscas no Google.
    É lamentável acontecer em Alagoas, uma terra maravilhosa de gente sempre receptiva e agradável.

Deixe o seu comentário