7 de dezembro de 2017 • 9:14 am

Política

Falso empresário morre em confronto durante operação polical

60 agentes federais e 20 policiais do BOPE participam da ação da operação Duas Faces, que tinha como principal alvo um traficante paulista

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Cerca de 60 agentes federais, além de 20 policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) da PM/AL cumprem nove mandados de busca e apreensão, cinco de Prisão Preventiva e três de Condução Coercitiva, além de sequestro de bens e valores, em Maceió e na Barra de São Miguel, Litoral Sul do estado, na manhã desta quinta-feira (07).

E o principal alvo da operação “Duas Faces” morreu durante troca de tiros com os agentes que cumpriam mandado dentro de um condomínio na Capital. Erik da Silva Ferraz não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Hospital Geral do Estado (HGE) após ser socorrido.

Segundo a polícia, Erik fingia ser o empresário Bruno Augusto Ferreira Junior. Ele teria resistido à ordem de prisão, entrou em confronto com os policiais e foi atingido por disparos.

Duas Faces

A operação batizada de “Duas Faces” investiga uma possível ocultação de recursos provenientes de crimes, liderada por Erik, condenado a diversos delitos, dentre os quais homicídio, assalto e tráfico de drogas e que estava foragido do sistema prisional de SP.

Em Alagoas, ele teria assumido a identidade de Bruno Augosto e se radicado em Maceió, onde ostentava elevado padrão de vida.

Os outros suspeitos, detidos coercitivamente, e todo o material arrecadado serão encaminhados à Superintendência da PF em Alagoas. Os investigados serão indiciados pelos crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro, além de falsidade ideológica.

Diversos bens, como carros de luxo, embarcações e imóveis de alto padrão estão sendo objeto de sequestro e apreensão da PF.

Todos expedidos pela 17ª Vara Criminal do Estado.

Deixe o seu comentário