26 de setembro de 2017 • 2:53 pm

Economia

FGV: Deflação é registrada em cinco das sete capitais pesquisadas

Segundo a teoria econômica, índices negativos seguidos e generalizados indicam que os empresários estão baixando os preços por não estarem conseguindo vender as mercadorias a consumidores sem dinheiro.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) caiu 0,06 ponto percentual em comparação à semana anterior e fechou com deflação de 0,07%. Cinco das sete capitais analisadas tiveram inflação negativa.

Assim como a inflação alta representa um problema para a economia, a queda de preços nem sempre representa um bom sinal.

Os dados divulgados hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) são relativos à semana encerrada no dia 22 de setembro.

A maior deflação no período foi registrada no Rio de Janeiro, onde a taxa caiu de -0,09% para -0,27% – uma retração de 0,18 ponto percentual.

Em contrapartida, a maior alta de preços no período, de 0,22%, foi verificada em Belo Horizonte. A capital, no entanto, registrou queda no índice uma vez que na semana anterior a alta havia sido de 0,35%.

Os maiores crescimentos da inflação foram de Recife (que saiu de uma inflação negativa de 0,02% para uma alta de 0,07%) e Salvador (de uma deflação de 0,03% para uma alta de 0,11%).

Deflação

Assim como a inflação alta representa um problema para a economia, a queda de preços nem sempre representa um bom sinal.

Segundo a teoria econômica, índices negativos seguidos e generalizados indicam que os empresários estão baixando os preços por não estarem conseguindo vender as mercadorias a consumidores sem dinheiro.

Deixe o seu comentário