13 de Maio de 2015 • 5:06 pm

Política

FHC acusa Lula de ter iniciado os ‘malfeitos’ dentro da Petrobrás

FHC destacou que não se deve personalizar o caso na figura da presidente Dilma Rousseff, por que o responsável é Lula

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Brasil –  O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) fez palestra na tarde desta quarta-feira,13,  no Fórum de Empresários Americanos, em Nova Yorque, e disse que os escândalos na Petrobrás começaram no governo do Presidente Lula. Ele destacou que  não se deve personalizar o caso na figura da presidente Dilma Rousseff. “Esses malfeitos vêm de outro governo, isso deve ficar bem claro. Vêm do governo Lula”, reforçou FHC. O ex-presidente fez sua palestra após a fala do governador Geraldo Alckmin (SP). Todos falaram sobre o enfrentamento da crise vivida atualmente pelo País. A história de Fernando Henrique remete a estratégia tucana de tirar o ex-presidente Lula da disputa eleitoral no País em 2018.

SP - DVD/QUEBRANDO O TABU/LANÇAMENTO - POLÍTICA - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso durante o lançamento do   DVD do documentário "Quebrando o Tabu", dirigido por Fernando   Grostein de Andrade, na Livraria Saraiva do Shopping Pátio   Higienópolis, na zona oeste de São Paulo, na quarta-feira (09).     09/11/2011 - Foto: FáBIO GUINALZ/FOTOARENA/AE

Tucano de alta plumagem, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) disse em Nova Yorque nesta quarta-feira,13, que o Brasil vai “superar essa crise momentânea”. Falando para um fórum de empresários americanos, o governador disse ainda que a “sociedade brasileira é muito melhor que a sua elite política”. O pronunciamento soou como soco no estômago do próprio partido dele, que tem apostado no quanto pior melhor no Congresso Nacional, após a derrota sofrida nas últimas eleições presidenciais.

Geraldo Alckmin é tido como um líder tucano que tem se manifestado contra as intenções do partido que pretende o impeachment da Presidente Dilma Rousseff (PT). Mais prudente, ele tem feito a defesa de uma ação penal para que sejam investigadas as denúncias contra o governo, antes de qualquer iniciativa na direção do impedimento de Dilma. Também na plateia do fórum novaiorquino, o governador de Goiás, Marcone Perillo, também do PSDB, fez coro com um o pronunciamento do colega paulista. O evento organizado pelo empresário brasileiro, João Dória Jr., aguardava a chegada do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que não compareceu.

Quem apareceu para uma palestra foi o tucano maior Fernando Henrique Cardoso (FHC), ex-presidente da República, que, embora seja um crítico contumaz do atual governo, também adotou um discurso mais conciliador.

 

Deixe o seu comentário