15 de junho de 2017 • 7:32 pm

Brasil

FHC diz que falta legitimidade a Michel Temer para continuar no poder

Ex-presidente tucano se manifesta contra a decisão do partido de apoiar o presidente

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) decidiu se insurgir contra os colegas de partido e declarou besta quinta-feira, 15, que falta “legitimidade” ao governo de Michel Temer para continuar no Poder.

” Nessa situação, ou há um gesto de grandeza por parte de quem legalmente detém o poder pedindo antecipação de eleições gerais, ou o poder se erode de tal forma que as ruas pedirão a ruptura da regra vigente exigindo antecipação do voto”, afirmou o tucano.

Em texto enviado ao jornal  O Globo e à Agência Lupa (leia a íntegra), FHC também demonstra estar em dissonância com a posição do PSDB de manter apoio ao governo de Michel Temer pelo menos até o surgimento de um “fato novo”.

“Se tudo continuar como está, com a desconstrução contínua da autoridade [de Temer], pior ainda se houver tentativas de embaraçar as investigações em curso, não vejo mais como o PSDB possa continuar no governo”, afirmou Fernando Henrique.

O ex-presidente não estava na reunião da Executiva Nacional do partido que definiu a manutenção do apoio ao Planalto. Tucanos são os maiores aliados de Temer. O desembarque do partido teria o potencial de inviabilizar o governo do peemedebista.

FHC ainda retomou sua metáfora sobre a pinguela, um tipo de ponte muito precária, como representação da atual administração federal. Antes, o ex-presidente dizia ser necessário preservar a pinguela para que fosse possível atravessar os tempos turbulentos da política brasileira.

“Preferia atravessar a pinguela, mas se ela continuar quebrando será melhor atravessar o rio a nado e devolver a legitimação da ordem à soberania popular.”

Deixe o seu comentário