5 de Abril de 2015 • 7:45 am

Brasil

FHC quer a oposição nos protestos contra o governo de Dilma

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sinaliza a nova política do PSDB e de seus aliados a partir de agora. A orientação dele é todo apoio do partido às manifestações das…

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

fhcO ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sinaliza a nova política do PSDB e de seus aliados a partir de agora. A orientação dele é todo apoio do partido às manifestações das ruas contra o governo Dilma Rousseff (PT). Além de rejeitar o diálogo com o governo ele defende oposição sem trégua.

É o que ele aponta no artigo “Oposição e reconstrução”, publicado neste domingo. “As oposições devem começar a desenhar outro percursos na economia e na política. Como a crise, além de econômica e social, é de confiabilidade (o governo perdeu popularidade e credibilidade), começam a surgir vozes por um ‘diálogo’ entre oposições e governo”, diz ele. “Problema: qual é o limite entre diálogo político e ‘conchavo’, ou seja, a busca de uma tábua de salvação para o governo e os que são acusados de corrupção?”, questiona.

FHC defende ainda um modelo de reforma política, com tetos para os doadores privados, mas pede que a oposição vá além e compareça às ruas no dia 12 de abril. “Sei que não basta reformar os partidos e o Código Eleitoral. Mas é um bom começo para a oposição que, além de ir às ruas para apoiar os movimentos populares, deve assumir sua parcela de responsabilidade na condução do País para dias melhores”, afirma.

Deixe o seu comentário