14 de junho de 2015 • 8:27 am

Política

Folha diz que Cunha transformou Câmara em ‘picadeiro pseudoreligioso’

Presidente é acusado de ter se associado à bancada da bala para impor modelo de sociedade represssiva.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
A Câmara é um picadeiro?

A Câmara é um picadeiro?

O presidente d Câmara dos Deputados, Eduardi Cunha (PMDB-RJ) já não esconde mais de seus pares que tem o projeto de ser candidato a presidente da República pelo partido já em 2018. Para ele, o modelo atual de participação do partido nesse processo já se esgotou e o caminho agora deve ser com as próprias pernas.

Por isso mesm, Cunha fez uma  na Câmara dos Deputados com a chamada bancada da bala e bancada dos evangélicos. Esses dois segmentos que atuam dentro de uma filosofia ultraconservadora são os mais prestigiados dentro da casa legislativa.

Essa relação já chamou a atenção da grande midia. Tanto que o jornal Folha de S. Paulo, em editorial, classificou Eduardo Cunha como um político que transformou a Câmara em um “picadeiro pseudorelgioso”.

A Folha ainda vai mais além ao falar da gestão de Cunha: “Nos tempos de Eduardo Cunha, mais do que nunca a bancada evangélica se associa à bancada da bala para impor um modelo de sociedade mais repressivo, mais intolerante, mais preconceituoso do que tem sido a tradição brasileira”.

Pelo visto, essa história está só começando.

Deixe o seu comentário