31 de outubro de 2015 • 9:07 am

Esportes

Galo quer cantar alto contra o “papão da Curuzu”, em Belém do Pará

CRB pode ter a volta do argentino Cañete neste jogo.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Na reta final da Série B, o CRB enfrenta neste sábadp, 31, o Payssandu, de Belém do Pará. O jogo marcado para o estádio Mangueirão tende a ser uma partida parelha, comsiderando a vontade que tem o time da casa de chegar ao G-4 e o CRB de consolidar de melhorar sua classificação na tabela, após ter certeza de que a zona de rebaixamento não lhe ameaça.

CRB: jogo difícil com Luverdense.

CRB: Mais um desafio fora de  casa.

O Payssandu – mais conhecido como “o papão da Curuzu”- está há seis jogos sem vencer e promete vir pra cima do galo de campina com força total. O jogo começa às 17h30. A expectativa é de um galo arisco no gramado, cantando alto para o seu torcedor apaixonado.

Com 49 pontos, a equipe paraense está a cinco do Bahia, responsável por fechar a zona do acesso. Já o CRB tem 44 somados.

O técnico do CRB, Mazola Júnior, é considerado uma estrela no Pará por ter comandado o Payssandu e ter conquistado os vice-campeonatos do Estadual, Copa Verde e Série C, em 2014, e agora está à frente do CRB. Ele aproveitou para alfinetar o ex-clube.

“O Paysandu está há seis jogos sem vencer, então a pressão é enorme por parte do torcedor. Eles cantaram o acesso e o título muito antes da hora e estão pagando o preço por isso”, afirmou.

Para o jogo deste sábado, Mazola terá de realizar alterações na equipe que empatou em 0 a 0 com o Vitória, em Maceió, no último fim de semana. O goleiro Júlio César foi liberado devido ao falecimento da esposa, e Juliano deve ocupar a vaga.

O lateral esquerdo Pery cumprirá suspensão, e a tendência é que seja substituído por Wellington Saci. Já o lateral direito Bocão retornará para suprir a ausência de Somália, que sofreu luxação na patela após choque com Euller, na rodada passada, e ficará fora do restante da Série B.

No meio-de-campo, Glaydson deve assumir o lugar de Josa como primeiro volante. Para vestir a camisa 10, Mazola tem Danilo Bueno e Cañete como opções, mas preferiu manter o mistério sobre a escalação

Deixe o seu comentário