7 de dezembro de 2017 • 6:50 am

Governo » Saúde

Governo adquire 17 novas ambulâncias para o Serviço de Transporte Sanitário

Iniciativa garante deslocamento entre unidades hospitalares e colabora com a liberação de leitos no HGE

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Visando atender um número maior de pacientes e vagar mais leitos no Hospital Geral do Estado (HGE), o Governo de Alagoas investiu R$ 2,92 milhões de recursos próprios na aquisição de 17 novas ambulâncias.

Serviço garante o transporte de pacientes para a realização de exames ou transferi-los para unidades hospitalares conveniadas à Sesau

Até fevereiro deste ano, quando 15 novas ambulâncias foram entregues às unidades estaduais de saúde da capital e do interior, Alagoas só dispunha de quatro veículos para realizar o serviço em todo o Estado. As outras duas ambulâncias serão entregues nesta quinta-feira (7), sendo uma para o HGE e outra para o Setor de Regulação da Sesau.

Em Maceió, as ambulâncias foram distribuídas para o HGE (2), Ambulatórios 24 Horas Assis Chateaubriand (1), Dom Miguel Fenelon Câmara (1), Denilma Bulhões (1) e João Fireman (1), para a Clínica Infantil Dayse Breda (1), o Setor de Regulação da Sesau (1) e a Maternidade Escola Santa Mônica (1).

No interior do Estado, receberam ambulâncias o Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca (1); Hospital Arnon de Melo, em Piranhas (1); Hospital Ib Gatto Falcão, em Rio Largo (1); e Hospital Antenor Serpa, em Delmiro Gouveia (1); e Unidade Mista Drª Quitéria Bezerra, em Água Branca (1).

Sets

O secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, destaca que as novas ambulâncias têm contribuído com a transformação que vem sendo consolidada no contexto da saúde pública de Alagoas.

Mais de seis mil usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Alagoas foram beneficiados, em pouco mais de um ano, com o Serviço de Transporte Sanitário (Sets), também conhecido como Transporte de Pacientes.

Implantado em julho de 2016, o Sets consiste em deslocar os pacientes para a realização de procedimentos não urgentes e exames ou transferi-los para os leitos de retaguarda nas unidades hospitalares conveniadas à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Deixe o seu comentário