13 de Abril de 2016 • 8:48 pm

Economia

Governo atrai grupo de cerâmica para investir em Maceió

Grupo Cerâmica Almeida produz hoje 24 milhões de metros cúbicos no Nordeste

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Uma  comitiva de empresários paulistas do ramo da cerâmica reuniu-se nesta quarta-feira, 13, com gestores do governo do Estado para taratar de investimentos do setor no Estado.

O encontro teve a participação do governador Renan Filho (PMDB) que discutiu  diferenciais e pontos positivos para investir em Alagoas, como a localização geográfica do Estado, no contexto da economia nordestina.

O governador discutiu questões como a disponibilidade estadual de áreas para montar as fábricas, agregado ao fato de o Estado ser produtor de gás natural e ter incentivos oferecidos pelo novo Prodesin.

Cerâmica Almeida: investimento alagoano

Cerâmica Almeida: investimento alagoano

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima, o encontro foi um momento de aproximação com os empresários. Na oportunidade, os gestores reafirmaram o apoio do Governo para fomentar o segmento em Alagoas.

-“O interesse que o setor cerâmico tem em investir aqui é resultado do trabalho do Governo do Estado, com sua moderna política de incentivos fiscais e nossos diferenciais competitivos, como o gás e a argila de qualidade. Alagoas possui hoje as melhores propostas e oportunidades para os empresários que buscam empreender no Nordeste.  -Explicou o secretário.

Há 93 anos no mercado da cerâmica, o diretor da empresa Cerâmica Almeida, Heitor Almeida, disse que faz quatro anos que o grupo analisa o mercado nordestino e já visitou diversos estados da região. Especializado na fabricação de pisos, revestimentos e telhas esmaltadas, o diretor do grupo disse que teve uma perda no mercado da região devido à distância e valor do frete para envio de mercadorias

O grupo Almeida fabrica atualmente 24 milhões de m² de pisos e 18 milhões de m² de telhas, desses 30% é vendido para o Nordeste.

Deixe o seu comentário