22 de janeiro de 2016 • 11:58 am

Brasil

Governo federal define a privatização da Ceal e mais 5 distribuidoras

A privatização era tudo que mais temiam o servidores da companhia em Alagoas.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O governo Dilma Rousseff prepara a privatização de seis distribuidoras de energia elétrica. São elas: Companhia Energética do Piauí (Cepisa), Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Centrais Elétricas de Rondônia S.A. (Ceron), Boa Vista Energia S.A. e Amazonas Distribuidora de Energia S.A. A informação foi publicada nesta sexta-feira (22) no jornal O Globo.

Para tanto, o governo fará neste ano um aporte na Eletrobrás de R$ 5,95 bilhões. O valor, inclusive, servirá para renovar  contrato de concessão das distribuidoras.

“Após a renovação dos contratos, o governo federal poderá dar início ainda este ano ao processo de privatização das distribuidoras ligadas à Eletrobras, como ocorre com a Celg, de Goiás, que deve ser vendida nos próximos meses. O governo pretende arrecadar com a venda das distribuidoras mais do que os quase R$ 6 bilhões que serão aportados”, afirma o periódico

Procurado pelo jornal, o Ministério de Minas e Energia (MME) confirmou a capitalização neste ano mas disse, por meio de nota, que “ainda está em estudo a forma que ela será feita”.

A privatização era tudo o que mais temiam os servidores da companhia em Alagoas.

 

Deixe o seu comentário