23 de Fevereiro de 2016 • 12:10 pm

Cotidiano

Guru do MST, Stédile chega a Alagoas para fazer duas palestas

Ele fala em Maceió nesta quarta-feira e no dia seguinte estará no auditório da Ufal em Arapiraca

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Sem terra ouvirão Stédile.

Sem terra ouvirão Stédile.

Guru oficial do Movimento dos Sem Terra (MST) João Pedro Stédile estará em Alagoas para debater a conjuntura e os desafios da classe trabalhadora no atual cenário. Os debates que são organizados pela Frente Brasil Popular acontecem em dois dias. O em capital Maceió, nesta quarta-feira, 24,  e o segundo em Arapiraca, na quinta-feira, 25.

Constituída nacionalmente desde setembro do ano de 2015, a Frente Brasil Popular surge numa proposta de dezenas de movimentos populares, sindicais, pastorais, LGBT, negros e negras, mulheres, juventude e partidos políticos, de construção de uma frente ampla, reunindo diversas forças da sociedade em torno de um projeto alternativo para o Brasil, de caráter popular.

Em suas linhas de ação e de luta, a Frente atua em seis eixos principais: direitos dos trabalhadores, direitos sociais, defesa da democracia, soberania nacional, reformas estruturais e integração latino-americana.

 

Somando-se ao calendário nacional de lutas na defesa dos direitos e conquistas sociais, a Frente Brasil Popular em Alagoas tem realizado diversas mobilizações e debates no estado com a expressiva participação dos movimentos sociais do campo e da cidade, na construção da unidade na defesa da democracia.

 

SERVIÇO:

Debate de análise de conjuntura com João Pedro Stédile

Quando: Maceió – dia 24 (quarta-feira), no auditório do Sindicato dos Urbanitários, às 19h;

Arapiraca – dia 25 (quinta-feira), no Ginásio da Universidade Federal de Alagoas, às 10h.

1 Comentário

  1. TREZE ANOS de engodo, ardis e desvios ou generosas doações às nações fracassadas, mas irmãs de ideologia!

    Joilson Gouveia*

    Na cabeça ou na fala dos gurus ou intelectuais pensantes do partido que se diz dos trabalhadores – basta ver, na cúpula ou nas mesas das plenárias, quantos são verdadeiros empregados, funcionários ou mesmo trabalhadores ou “cumpanhêros” dignos, honestos e honrados (que, induvidosamente, constitui aquilo que eles denominam de “zelites”), que mais tem pregado o ÓDIO ou a INSENSATEZ, INSANIDADE ou INCOERÊNCIA ou até mesmo a sobriedade de um bêbado – assistam ao vários vídeos na grande rede mundial de computadores!
    Notem deles, nas suas falas rancorosas – e nunca discursos, pois estes devem ter prólogo, desenvoltura ou desenvolvimento e epílogo com segmentos e seguimentos claros! – que há uma pífia, inóxia, inescrupulosa ou desvairada tentativa de confundir ou dividir ou açular o ódio em classes sociais ou castas ou divisões do sujeito povo, como se fora possível admitir espécies de cidadãos ou de cidadãs ou de seres humanos, porquanto todos são sujeitos de direitos e indivíduos iguais perante e conforme a Lei. Está na LEI MAIOR! – que eLLes sempre foram CONTRA; claro!
    Primeiramente, eLLes vociferam, esbravejando, babando e cuspindo, expondo, demonstrando ou declarando e destilando o mais vil, venenoso, vergonhoso, inaceitável, intolerável e iracundo ódio escancarado à classe média e às “zelites”, e que são os próprios – vejam aos vídeos! – notem que todos eLLes, da cúpula das plenárias – “são pobres trabalhadores” ou paupérrimos companheiros ou meros, comuns e simples funcionários ou empregados e sobrevivem daquilo que o seus eleitores de carteirinha ou militantes ou “cumpanhêros” sobrevivem: os tais BOLSAS! Vejam ao padrão de vida deLLes, dos filhos deLLes e dos demais da “militância” se díspar, diferente ou diverge do el comandante em chefe da ilhota e o de seu oprimido, objurgado, enclausurado e censurado pueblo cubano!
    Aliás, os tais BOLSAS são óbolos, meios, modos, maneiras e ferramentas de continuação ou manutenção do cabresto eleitoreiro dos pleitos eleitorais, como bem o disse e dizia e se contrapunha às cestas-básicas aos vales-gás, aos vales-transportes, vale-refeição e aos tickets-leite o molusco barbudo, barbado e etilizado, antes do “lulalá”, depois…
    Segundo: o hilário, jocoso e cômico se não fora tão cruel, imoral, ilegal e trágico ou inverídico, é dizer, informar ou computar todos os escravos, mantidos pelos tais BOLSAS, como população ativa empregada ou trabalhadora ou como se fora funcionário ou trabalhador formal e de carteiras assinadas ou contribuintes da previdência social. E tem mais: o mais escabroso ou nefasto, maléfico ou puro descalabro é dizer que OS RETIROU DA LINHA DA POBREZA ELEVANDO-OS Á CLASSE MÉDIA e à qual, eLLes tanto ODEIAM, como o bem disse aquela culta Chauí.
    Ademais, ainda assim, arrotam que o “filho do pobre já pode virar “doutô” como “nunca antes na istóradessipaís” – que para eLLes é classe média ou “das zelites” – lembram que os nossos honrados, competentes e capazes médicos foram considerados por eLLes como bode expiatório de toda incompetência e inoperância e ignorância e descaso com a Saúde dos brasileiros e das brasileiras e, sobretudo, com o “milhó sistema de saúde do mundo”, o SUS, para o qual nem eLLe nem ELLa acorreram quando se diziam com males incuráveis.
    Abro um parêntesis, para testemunhar que sou filho de um soldado, pescador e pobre e tive e tenho vários colegas de infância e como estudantes de escolas públicas e gratuitas, que se tornaram “doutô”, mesmo sendo filhos de pobres, pescadores, soldados, policiais, barbeiros, carroceiros, pedreiros, jornaleiros ou lavadeiras de roupas; foi bastante estudarem e aprenderem e respeitarem e obedecerem aos seus pais, seu ignóbil que faz apologia à ignorância!
    Voltando ao SUS! Para onde foram? Onde se curaram? – se é que sofriam mesmo dos males ditos – pois, em 2010, a pintaram de coitadinha e de guerreira (nunca do que fora, na verdade: guerrilheira, assaltante e assassina) e de lutar contra ao mal que lhe afligia e com a grande falácia da PEC/300, que fez todos os inocentes, crentes, ingênuos, ignaros, néscios, honestos e esperançosos castrenses votarem neLLa; e que, uma vez lá, pôs o DEDÃO dela e a tal PEC virou peste ou praga, e foi defenestrada da pauta, mas aprovou a DAS EMPREGADAS! É outra classe trabalhadora ou “exército” enganado e ludibriado, que acha que está livre do jugo e lhe devolverá o reconhecimento em votos!
    Terceiro: e, tem mais, o pior é saber que, ainda há policiais civis e bombeiros ou policiais militares por esse imenso País, querendo ou pretendendo ou que se propõem em VOTAR na MÁ“mãe dos brasileiros”, como fora apresentada a “gerentona do PAC – Programa de ACELERAÇÃO de Cuba – já que tudo que fez, tem feito e faz, é por Cuba libre; já aos brasileiros trouxe-nos los médicos cubanos, sem revalida e tudo o mais, aos quais confiam tanto que não os consulta, acorrem ao Sírio-Libanês, quando se dizem doentes, e paga-lhes U$ 3.00,00 e U$ 7.000, 00 ao seu el comandante em chefe! Notaram: o médico cubano ganha apenas 30%, e 70% vai para su el rei ilhéu!
    Ademais, um brioso policial (civil ou militar) ou até mesmo, também, os demais cidadãos e cidadãs honestos, honrados, virtuosos, éticos e escrupulosos VOTAREM em corruptos é o mesmo, mutatis mutandis, que escolher ao beira-mar como presidente; já que eLLa disse e “acredita que todos nós somos corruPTos” e desonestos, ladrões, aéticos e sem escrúpulos! Enganou-se; cara pálida! Nenhum cidadão ou cidadã de BEM e, muito menos ainda, nós, os policiais civis e os briosos militares estaduais e os federais, não seremos cúmplices de sua quadrilha em forma de partido!
    Quarto: vejam o desplante: aparece afagando uma criancinha; mas é favorável ao aborto! Que lindo; não! Ama demais às criancinhas desde seu nascimento, né?
    Diz que é progressista e lutar pelos pobres e minorias, mas, ao contrário do dito, nada faz e mantém o cabresto famélico ou escravatura do cabresto estomacal com suas “BOLSAS”, e os têm como trabalhadores, daí ter reduzido aos índices de desemprego e do tal FOME ZERO, que nunca mais se falou nesses TREZE ANOS de “puder”!
    TREZE LONGOS ANOS DE ÓBOLOS AOS BRASILEIROS CARENTES E NECESSITADOS DE SEUS DIREITOS À SAÚDE, EDUCAÇÃO, TRABALHO E EMPREGO DIGNOS, HOSPITAIS, MORADIAS, TRANSPORTES PÚBLICOS GRATUITOS E DE QUALIDADE, ESTRADAS PAVIMENTADAS E SEGURAS, PORTOS E AEROPORTOS, SEGURANÇA PÚBLICA, FAMÍLIA E LAZER, e eLLes investindo em Cuba, Bolívia, Venezuela, Uruguai, Paraguai, Argentina e outras tiranias mais por esse mundo afora!
    Enfim, são TREZE ANOS, que prometem a transposição do São Francisco, que míngua e agoniza tanto quanto o pobre e sofredor nordestino, e, depois ele fala: “Por que tanto ódio(?) A Dilma não é nenhuma nordestina, ela é uma mulher decente e pessoa formada em economia, na Unicamp e…. blá, blá.” Pode até ser que seja mesmo mulher, mas decente nem formada não é mesmo; cara pálida!
    Aliás, eLLe acha que o povo é tão ignorante quanto eLLe; enganou-se, cara barbada e barbuda e etilizada, mas, agora, da “zelite”: O POVO É SÁBIO, HONESTO E DIGNO TRALHADOR! NÃO SOMOS CORRUPTOS COMO VOCÊS OS FORAM, NO MENSALÃO, OS SÃO, AGORA, NO PETROLÃO, E OS SERÃO SE GANHAREM A REELEIÇÃO, para continuarem com a GENEROSA DOAÇÃO às outras nações amigas e falidas de ideologias fracassadas!
    Fora petralhadas, não queremos ser e não seremos um BrásCU ou uma CUBrás!
    Abr
    *JG

Deixe o seu comentário