1 de maio de 2015 • 8:18 am

Maceió

Hipermercado reabre portas após interdição da Prefeitura

Foram realizadas obras emergenciais no estabelecimento e uma nova vistoria comprovou que as alterações interromperam a emissão do esgoto

Por: Vinicius Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Hipermercado fez os reparos pedido pela Prefeitura e vai reabrir as portas.

Hipermercado fez os reparos pedido pela Prefeitura e vai reabrir as portas.

Fechado desde o último dia 22 de abril, o Hiperbompreço, localizado no bairro da Gruta, foi reaberto na noite desta quinta-feira, dia 30. Isso só aconteceu após o cumprimento das exigências estabelecidas pela Prefeitura de Maceió, que através da Secretária de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), constatou irregularidades no sistema de esgoto. Problema resolvido. Foram realizadas obras emergenciais no estabelecimento e uma nova vistoria comprovou que as alterações interromperam a emissão do esgoto em Área de Proteção Permanente (APP).

A resolução do impasse finaliza a preocupação dos lojistas, que vinham cobrando agilidade na abertura do hipermercado. Como hoje é comemorado o Dia do Trabalhador, as lojas voltam a funcionar no amanhã (2). Com relação a cobrança de ressarcimento dos lojistas, a advogada da Associação dos Lojistas, Iris Cintra, afirmou que a partir deste momento é que será possível calcular o prejuízo que os lojistas alegam sofrer desde a interdição.

“Estamos sempre tentando o diálogo entre associação e o Grupo Walmart – responsável pelas unidades do Bompreço. Procuramos tentar minimizar os prejuízos e, apenas agora, com o período de interdição encerrado, é que iremos quantificar os prejuízos”.

Ainda segundo a advogada, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) deverá ser assinado durante a audiência com o Ministério Público Estadual (MPE), na próxima quinta-feira (7).
Entenda o caso

O estabelecimento foi interditado no último dia 22, após denúncias dos moradores do entorno. O estabelecimento foi acusado de jogar esgoto não tratado diretamente numa APP, no Jardim do Horto. Segundo a Sempma, o sistema de tratamento de esgoto do hipermercado deixou de funcionar em 2011, a partir de quando, segundo a assessoria, os dejetos passaram a ser jogados no meio ambiente.

Nos dias 19, 23, 25 e 26 de março, além de nos dias 6 e 7 de abril, técnicos ambientais recolheram amostras da água na unidade de conservação, quando os exames revelaram percentual de coliformes fecais superior a 1.000%.

Deixe o seu comentário