30 de agosto de 2015 • 9:11 pm

Política

Ifal é bem avaliada no processo de recredenciamento do MEC

Avaliação foi feita no período de 11 a 15 de agosto e revallida por mais 8 anos o credenciamento dos cursos de nível superior da instituição.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Ifal Maceió - Foto: Assessoria

Ifal Maceió – Foto: Assessoria

Em tempos de má notícia para a educação em Alagoas, com a rede pública estadual e a Universidade Federal em greve há meses, a boa notícia vem do Instituto Federal de Alagoas (Ifal): obteve conceito 4 (numa escala de 1 a 5) no processo de recredenciamento da instituição para o ensino superior, feito pelo Ministério da Educação (MEC). A avaliação foi feita por uma comissão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o resultado foi publicado na semana passada, no site e-mec.mec.gov.br.

Isso significa que o Ifal está autorizado, por mais 8 anos, a ofertar cursos superiores nos 15 campi que a instituição mantém em Maceió e no interior do Estado. De acordo com o relatório de avaliação, o Instituto tem 3.827 estudantes matriculados em seus cursos superiores, sendo 2.171 na modalidade presencial e 1.656 na modalidade Educação a Distância (Ead).

A avaliação foi feita no período de 11 a 15 de agosto, com base em cinco eixos – planejamento e avaliação institucional, desenvolvimento institucional, políticas acadêmicas, políticas de gestão e infraestrutura física – contemplando as dez dimensões do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) estabelecidas na Lei N° 10.861/2004.

Para o reitor Sérgio Teixeira Costa, é tempo de alegria e comemoração. “Esse resultado mostra um alinhamento entre os pilares do ensino, da pesquisa e da extensão com os alunos, docentes, servidores técnico-administrativos, coordenadores de cursos, diretores gerais; enfim, esse momento serve para demonstrar que o nosso planejamento está no rumo da qualidade”, ressalta Teixeira.

Deixe o seu comentário