2 de junho de 2015 • 6:52 pm

Cotidiano

Ima diz em seminário por que fechou a piscina do amor

A maior preocupação dos técnicos é a preservação do meio ambiente.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Piscina do amor vai continuar fechada.

Piscina do amor vai continuar fechada.

Por Clarice Maia

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) apresenta, nesta quarta-feira (3), os estudos que levaram ao pedido de fechamento da Piscina do Amor, na enseada da Pajuçara, e as estratégias para a gestão ambiental em Alagoas. As apresentações acontecem durante o ciclo de palestras organizado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), a partir das 9h, no auditório do Hotel Maceió Mar.

No período da manhã, técnicos do Instituto devem apresentar os motivos que podem levar a Piscina do Amor a se tornar uma zona de exclusão para os diversos tipos de usos, como a pesca e o mergulho. O local está localizado na enseada da Pajuçara e abriga diversos organismos marinhos, alguns ameaçados de extinção, que poderão se reproduzir sem ameaças para povoar outras piscinas da região.

O Conselho Estadual de Proteção Ambiental aprovou o encaminhamento e a Resolução para regulamentação deverá ser apreciada na próxima reunião, prevista para o dia nove desse mês. No período da tarde, será a vez dos técnicos apresentarem as perspectivas da gestão ambiental no estado, considerando que o IMA é o órgão responsável pela execução da política de meio ambiente.

Além do IMA e da Semarh, estão previstas apresentações da Secretarias Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Marechal Deodoro, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Ministério Público.

O evento faz parte da Semana do Meio Ambiente e está inserido na programação do Mês do Meio Ambiente, organizado pelo IMA, entre os dias 16 de maio e 16 de junho, com diversas atividades de educação ambiental e de sensibilização da população.

Deixe o seu comentário