27 de outubro de 2016 • 10:50 pm

Blogs » Fátima Almeida

IML esclarece sobre demora em exames de presos: Horário de almoço

Existe uma portaria há mais de um ano, estabelecendo os horários de exames – das 7h às 12h e das 14h e as 17 h. Todos sabem disso, diz assessoria.

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Presos estão amontoados, enquanto aguardam para fazer exame (Fato: Cortesia ao Eassim)

Presos estão amontoados, enquanto aguardam para fazer exame (Fato: Cortesia ao Eassim)

Sobre a situação denunciada por nós, no início da tarde desta quinta-feira (27), quando mostramos mais de 60 presos amontoados numa sala do Instituto Médico Legal (IML), aguardando a realização de exames de corpo de delito para serem conduzidos para o sistema prisional, a assessoria do órgão esclarece: Entre meio-dia e 14h, os médicos legistas estão em horário de almoço e todo o sistema prisional sabe disso.

“Existe uma portaria há mais de um ano, sobre os horários de funcionamento para exames no IML. Todos já sabem que eles podem ser realizados entre as 7h e o meio-dia e entre as 14 e as 17 horas, mas não na hora de almoço, porque o legista também precisa almoçar”, explicou, po telefone, a assessoria, eximindo a instituição de responsabilidade pela situação bizarra e perigosa, que por duas horas transformou o IML e a região numa espécie de barril de pólvora.

Houve, de fato, segundo ele, contato da Casa de Custódia com a direção do IML avisando que chegaria essa quantidade de presos.  Mas eles chegaram ao meio dia, no horário em que o único planonista responsável pela realização desse exame  estava almoçando. Tiveram que esperar, apesar do grande risco da situação – que poderia incitar uma ação criminosa de resgate de presos ou até mesmo uma rebelião com consequências graves alí dentro e do lado de fora.

A assessoria esclareceu que receber presos para exames de corpo de delito faz parte da rotina do IML, mas nunca aconteceu de receber tantos de uma só vez (foram 61 presos) e num horário em que o serviço para para que os profissionais possam almoçar.

Está esclarecido, mas temos nossas considerações. Em outro post!

Deixe o seu comentário