21 de dezembro de 2015 • 7:27 am

Maceió

Improbidade: Saúde não repassa a Iprev e gera rombo de R$ 14 milhões

Entidades de servidores querem ação do MPE contra Rui Palmeira por improbidade administrativa

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Rui Palmeira: improbidade

Rui Palmeira: improbidade

Entidades de servidores públicos municipais vão cobrar ao Ministério Público Estadual uma ação de improbidade administrativa contra o prefeito Rui Palmeira (PSDB), devido aos desmandos na Secretaria Municipal de Saúde.

O problema agora é o repasse do municipio para o Instituto de Previdência – Iprev – que a administração municipal deixou de fazer e hoje acumula um débito om o instituto de mais de R$ 14 milhões.

Os repasses mensais ao Iprev são constitucionais e a administração é obrigada a fazê-lo em tempo hábil sob pena de responder judicialmente por improbidade.

A nova administração da Secretaria Municipal de Saúde já constatou o rombo do Iprev, mas a orientação é cuidar daqui para frente, deixando o passivo de lado, uma vez que não foi obra dos gestores atuais.

O MPE fiscaliza a relação dos órgãos municipais com o instituto de previdência, principalmente, no que diz respeito à saúde financeira do Iprev, mas até agora não se manifestou e por isso será provocado pelas entidades dos servidores públicos municipais.

Deixe o seu comentário