19 de agosto de 2015 • 10:31 am

Blogs

JHC evita discussão com correligionários locais e ataca Paulinho da Força

“Não conferi ao deputado Paulinho qualquer mandato para opinar em meu nome”, diz deputado.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Sem mencionar qualquer articulação de seus correligionários  para tirar dele o partido Solidariedade, o  deputado federal João Henrique Caldas (JHC), enviou  correspondência ao blog. Aqui foi noticiado que Davi Maia e Tácio Melo, orientados pela equipe de Rui Palmeira (PSDB) estavam tentando tirar o partido das mãos do deputado. JHC não polemizou e apenas expôs sua briga com Paulinho da Força. Abaixo a íntegra da carta:

JHC na luta pelo controle do partido.

JHC na luta pelo controle do partido.

“Divirjo integralmente da posição do presidente do Solidariedade, o qual, aliás, não fala pelo partido nesse assunto, haja vista a ausência de qualquer discussão.

Não conferi ao deputado Paulinho qualquer mandato para opinar em meu nome, especialmente sem o necessário – e grave – debate interno.

Lamento a utilização do partido como linha auxiliar da defesa de envolvidos no maior escândalo de corrupção que o Brasil já viu, ao arrepio de qualquer previsão estatutária, o que apenas contribui para o enfraquecimento da agremiação.

Como representante do povo de Alagoas, não ficarei omisso, portanto defendo o afastamento dos implicados Luciano Araújo, tesoureiro, e Thiago Cedraz, secretário jurídico,  bem como o aprofundamento das investigações em relação ao ministro Aroldo Cedraz”.

João Henrique Caldas
Deputado Federal

Deixe o seu comentário