30 de outubro de 2015 • 8:34 pm

Política

JHC versus Remi: o quase troca de tapas pelas obras que não fizeram

O governo federal construiu as casas, o prefeito e o deputado brigaram pela paternidade. Veja no vídeo.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
JHC: depois da briga

JHC: depois da briga

Político, sem exceção, gosta mesmo de oportunizar o momento e capitalizar politicamente cada evento, mesmo que não tenha feito nada por obra nenhuma. Mas, aparecer é preciso e quando se trata de obra concreta, se apresentar como o pai da criança é como se fosse uma obrigação.

Não foi por outra razão que o deputado federal JHC, que gosta mesmo de uma midiazinha de qualquer jeito, e o prefeito de Murici, Remi Calheiros, que adora ser o dono do pedaço, quase trocam tapas na inauguração de 350 casas populares que o governo federal cosntruiu e o prefeito batizou o conjunto de Olavo Calheiros II.

No local onde a Prefeitura armou todo o cenário para comemorar a obra que não custou nada ao município, mas ao governo federal, apareceu o deputado federal JHC, filho do ex-deputado João Caldas, e também quis capitlaizar politicamente a construção a seu favor. O prefeito não gostou  e foi tomar satisfações. Se a turma do deixa-disso não entra  cena  a confusão seria pior. JHC contrariado denunciou fraude no sorteio das casas. Logo em seguida postou fotos no Instagran dizendo que por pouco não foi agredido pelo prefeito Remi Calheiros, tio do governador Renan Calheiros Filho.

JHC disse que a postura coronelista do prefeito tentou lhe intimidar com o apoio dos “comandados”, na comunidade chamada Portelinha. E fez questão de dizer que viu e perto a miséria de um povo na terra do presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB).

Após sua postagem nas redes sociais, o prefeito Remi emitiu nota oficial acusando o deputado federal JHC de ter sido “leviano” no episódio e de ter dado voz de prisão ao chefe de gabinete da Prefeitura.

Confira o teor da nota do prefeito:

–  Venho manifestar minha indignação diante do lamentável fato ocorrido no dia de hoje (30) durante a entrega das casas do conjunto residencial Olavo Calheiros II, quando numa postura midiática o parlamentar João Henrique Caldas, vulgo JHC, de forma leviana tentou expor a minha imagem perante a opinião pública.

Hoje foi um dia histórico para nossa cidade, quando do sorteio de 350 casas realizando o sonhos das famílias muricienses. Casas essas que foram construídas graças ao empenho fruto do nosso trabalho que é garantir o bem estar social de homens e mulheres.

É inadmissível que alguém queira tirar proveito de um momento em que não houve um incidente sequer. O clima de paz e tranquilidade esteve presente em todo momento. Entretanto de forma insana e abusando da autoridade, o referido parlamentar teve o despautério de decretar a prisão do meu chefe de gabinete. Com isso não hesitei em questionar o parlamentar sobre suas ações para nossa cidade, por um momento exaltei a voz, pois o mesmo estava querendo tumultuar.

A sociedade alagoana saberá diferenciar quem trabalha pelo povo, e quem vive apenas de holofotes, confetes e serpentinas, com o intuito de denegrir e tirar vantagens.

Seguirei firme na missão que foi a mim confiada pela vontade soberana do povo de Murici, e reafirmo que defenderei nossas famílias daqueles que nada sabem fazer a não ser aparecer nas oportunidades e conveniências políticas.

Remi Calheiros
Prefeito de Murici

Abaixo, o video da confusão:

 

3 Comentários

  1. Maceió,15 de novembro de 2015

    Senhores(as)

    O nobre deputado João Henrique Caldas,me representa.Ele não pode ser responsabilizado por atitudes de seus pais.Brilhante
    parlamentar;orgulha os homens e mulheres de bem de Alagoas.

    Adriel Batista Correia de Melo

  2. esse JHC é simplesmente UM MALOQUEIRO. NUNCA TRABALHOU EM NADA, O PAI E A MÃE AINDA SÃO FUNCIONÁRIOS DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE ALAGOAS POSTOS PELA JANELA. COM A PALAVRA O BRILHANTE PARLAMENTAR

  3. Esse prefeito de Murici,é ridículo.

    Adriel Batista Correia de Melo

Deixe o seu comentário