17 de outubro de 2017 • 2:18 pm

Justiça

Tribunal absolve João Beltrão por unanimidade de crime qualificado

Deputado foi julgado como mandante do assassinato do cabo Gonçalves, ocorrido há 20 anos

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas absolveu o deputado estadual João Beltrão de Siqueira da acusação de homicídio qualificado contra o cabo da Polícia Militar José Gonçalves da Silva Filho.

A decisão foi proferida por unanimidade.

Deputado João Beltrão: absolvido no TJ

Votaram no julgamento, além do relator João Luiz Lessa, os desembargadores Paulo Lima, Elisabeth Carvalho, José Carlos Malta, Pedro Augusto, Klever Loureiro, Fábio Bittencourt, Domingos Neto e Maurílio Ferraz (juiz convocado).

Durante o julgamento no pleno do TJ, o Procurador Geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça disse  que Beltrão foi apontado como o braço político do crime organizado em Alagoas, com o controle da Gang Fardada que atuava no Estado, formada por inúmeros policiais militares.

Disse ele que havia  indícios fortes nos autos que o deputado João Beltrão é um líder criminoso. Ampliou dizendo que o denunciado é a personificação do crime organizado no Estado, sempre lembrando que as provas nos autos retratam o fato.

O Procurador fez um relato, a partir do depoimento do Cabo Gonçalves em 1994, de 15 assassinatos em que João Beltrão, segundo a fala do Gaspar, foi o responsável direto. Lamentou que os crimes não tenham sido apurados.

Recurso – O procurador Geral de Justiça disse no ato, após a decisão do pleno, que vai recorrer tão logo o Tribunal faça a publicação do acórdão.

Deixe o seu comentário