2 de outubro de 2015 • 5:26 pm

Blogs » Marcelo Firmino

Jogada política leva Nonô para a Secretaria Municipal de Saúde

Não há desafio, mas a ocupação de espaço do DEM que estava à deriva.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Nonô: de volta ao poder.

Nonô: de volta ao poder.

A crise é real em todos os setores, mas no caso da saúde no município de Maceió é de gestão desde o inicio. Em três anos, o prefeito Rui Palmeira vai para o quarto secretário de saúde.

Primeiro foi João Marcelo Lyra, depois Jaelson Gomes, Sylvana Medeiros e agora José Thomás Nonô, ex-vice governador de Alagoas, que desta maneira passa de “ganso a pato”, segundo dizem nos corredores da pasta municipal da saúde. O eassim.net foi quem primeiro noticiou a mudança na saúde municipal.

Mas, pesa contra a administração do prefeito o fato de o Conselho Municipal de Saúde ter rejeitado as contas da Secretaria por dois anos seguidos e há o risco de isso se repetir agora em 2015.

Embora conceituada no meio, a secretária Sylvana Medeiros não conseguiu impulsionar as ações na secretaria, enquanto técnica que é, como gostaria.

Por que José Thomas Nonô?

Para quem foi deputado federal em vários mandatos, candidato ao Senado, candidato a prefeito de Maceió, presidente do DEM e vice-governador do Estado, não seria esse o desafio para ele por mais que jure de pés juntos à beira da cruz.

O que está por trás da ida de Thomás Nonô para a Secretaria Municipal de Saúde é o jogo político, coisa que ele sabe fazer como ninguém, e desta maneira espera ajudar no projeto de reeleição do prefeito Rui Palmeira. Principalmente, por que o partido dele tem um tempo de rádio e TV que coligação nenhuma pode desprezar.

Além do demais, depois que Nonô deixou o governo estadual o DEM ficou sem espaço político local. Partido sem espaço no poder sucumbe.

É a regra do jogo.

Uma certeza nesse caso todos têm. Pela experiência e a autoridade de gestor que tem, Nonô se não resolver o problema, agravar não vai.

E se apaziguar os acirrados ânimos neste setor aí já valeu a pena para a administração municipal que procura um norte.

 

1 Comentário

  1. Josafa Wallace disse:

    Parabéns ao ilustre jornalista,pela lucidez e imparcialidade em seus comentários, um grande abraço.

Deixe o seu comentário