15 de junho de 2016 • 12:37 pm

Esportes

Jogos Olímpicos 2016: Comitê e Casa da Moeda apresentam medalhas

Trajes de premiação, pódio e outros instrumentos também foram mostrados durante a cerimônia, na Arena do Futuro, no RJ

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Medalhas olímpicas têm o centro ligeiramente mais alto que as bordas pela primeira vez | Fotos: Rio2016/Alex Ferro

Medalhas olímpicas | Fotos: Rio2016/Alex Ferro

As medalhas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 foram apresentadas na terça-feira (14), em cerimônia na Arena do Futuro, no Parque Olímpico da Barra. O Comitê Organizador e a Casa da Moeda do Brasil (CMB) apresentaram os objetos mais desejados pelos atletas, além de detalhes das cerimônias de premiação, com destaque para duas novidades: o design das medalhas e a presença de guizos no interior das Paralímpicas, para garantir a acessibilidade.

As peças pesam cerca de 500 gramas. Mais de 100 funcionários do CMB estiveram envolvidos na produção das 2.488 medalhas Olímpicas e 2.642 Paralímpicas. 

Frente e verso das medalhas olímpicas | Foto: Rio2016/Alex Ferro

Frente e verso das medalhas olímpicas | Foto: Rio2016/Alex Ferro

 O design das medalhas Olímpicas usa folhas de louro para representar a relação entre as forças da natureza e os heróis olímpicos. Já os guizos no interior das Paralímpicas criam uma nova possibilidade de interação e permitem diferenciar ouro, prata e bronze.

Campeões no meio ambiente

A preocupação com o meio ambiente é uma das marcas das medalhas do Rio 2016. As peças de ouro são 100% livres de mercúrio, e as de prata e bronze contam com 30% de material reciclado em sua

Os medalhistas também receberão um estojo para que as medalhas sejam guardadas | Foto: Rio2016/Alex Ferro

Os medalhistas também receberão um estojo para que as medalhas sejam guardadas | Foto: Rio2016/Alex Ferro

composição. Já a fórmula da fita que prende as medalhas nos pescoços dos atletas é produzida com 50% de garrafas PET recicladas.

Por fim, o estojo que guarda as preciosidades é feito de madeira produzida em áreas com atividade ambiental sustentável e socialmente responsável.

Premiação

A cerimônia de entrega de medalhas tem três variações: tradicional, popular e descolada, com músicas e trajes ligeiramente diferentes para cada uma. As roupas dos escolhidos para entregar as medalhas aos campeões também foram reveladas na terça-feira a e levam a assinatura de Andrea Marques.

Uniformes das cerimônias de premiação foram criados pela estilista Andrea Marques | Foto: Rio2016/Alex Ferro

Uniformes das cerimônias de premiação | Foto: Rio2016/Alex Ferro

“A ideia básica é que as roupas traduzam o Rio de Janeiro como uma cidade acolhedora”, explica a estilista carioca. Para isso, Andrea usou cores, estampas e puro algodão. O resultado final são peças que ratificam a descontração, o frescor e a elegância tropical do estilo de vida na cidade-sede dos Jogos Rio 2016.

Os pódios das premiações são feitos de madeira de pinheiro (Pinus eliote) e enfeitados com mangue de praia (Clusia Fluminensis) e outras plantas. De acordo com os criadores, o design das plataformas permite que elas sejam reutilizadas como móveis após os Jogos.

 

Deixe o seu comentário